10 coisas para fazer em Santiago

Santiago é uma metrópole cosmopolita e cheia de vida. Dentre as cidades que já visitei na América do Sul, acredito que Santiago seja a mais parecida com os modelos europeus e norte americanos. As ruas são bonitas e limpas, com calçadas amplas, a cidade parece segura e tem atrações que não acabam mais. Santiago tem opções para todos os gostos, para os amantes de arte, de arquitetura, de história e de paisagens naturais. Você pode passar semanas na cidade sem conhecer tudo que ela tem pra oferecer e sem enjoar de nada! Não sabe o que fazer por lá? A gente te ajuda neste post.

1- Free walking tour

10 coisas para fazer em Santiago
Nosso grupo no free walking tour em Santiago

Eu já comentei várias vezes como eu adoro fazer Free Walking Tours. Não é um passeio gratuito de verdade, é um passeio que você paga o quanto achar que valeu a sua experiência. Como Santiago é uma cidade muito grande e multicultural, nada como começar com um passeio guiado para conhecer as principais atrações da cidade. Existem duas empresas que oferecem esse serviço em Santiago, a Spicy e a FreeTour. Ambos os tours saem da Plaza de Armas as 10h da manhã e as 15h da tarde e duram cerca de 3 horas.

No passeio você descobre curiosidades sobre a cultura Chilena e conhece os pontos mais importantes da cidade, além de conseguir aquela dica esperta sobre alimentação e passeios com um guia local. Spoiler: os tours costumam acabar num barzinho e você tem a chance de interagir com muita gente legal de toda parte do mundo. Depois do tour você pode voltar com mais tempo para aproveitar melhor os lugares que mais gostou. Para saber mais sobre o Free Walking Tour em Santiago, clique aqui.

2- Morro San Cristóbal

10 coisas para fazer em Santiago

O morro de San Cristobal (Cerro San Cristóbal) é um local popular entre os Chilenos, especialmente nos fins de semana. O topo do morro fica a 300m acima da área ao redor. É uma subida relativamente fácil que pode durar até 1h se você for devagar. Lá em cima, além da vista, você encontra muitas outras atrações, como passeios de bicicleta, concertos ao ar livre e afins. Existem muitas barracas de lanches, sorvetes e do famoso suco chileno Mote con Huesillos.

Existem muitas formas de chegar até o Morro San Cristobal, o parque fica entre Bellavista e Providencia e tem entradas pelos dois bairros. Você também pode subir pelo trenzinho (funicular) que sai de Bellavista (só andar um pouquinho a partir da Plaza Italia até a rua Pio Nono, 445). Também é muito comum ver pessoas subindo o morro de bicicleta.

3- Morro Santa Lucía

10 coisas para fazer em Santiago

O morro Santa Lucía (Cerro Santa Lucía em espanhol) fica no centro de Santiago.  O morro é uma ilha verde no meio de tantos prédios e construções. É surpreendentemente tranquilo considerando sua localização no centro da cidade. A estação de metrô mais próxima é surpresa: Santa Lucia (linha L1 vermelha).  A  estação fica a apenas uma quadra do morro e você pode escolher entre duas entradas para ter acesso.

O Cerro Santa Lucia é ótimo para passear durante a tarde, admirar o por do sol e as cordilheiras no finzinho da tarde.  No topo do morro, você encontra um castelo com um mirante que oferece uma vista linda de Santiago, ainda que o morro não seja tão alto (fica 69m acima da cidade). Além disso tem uma pracinha com fontes, bancos sob a sombra de árvores lindas. No nosso passeio por lá, avistamos muitos casais de namorados aproveitando a grama e o parque.

 4- Bellavista

10 coisas para fazer em Santiago

O bairro Bellavista é super movimentado e reúne o mais variado conjunto de restaurantes e bares de Santiago, um do ladinho do outro. Não tem como errar, Bellavista fica ao lado do Cerro San Cristóbal. Você pode fazer um happy hour por lá depois de ficar encantado com a vista de San Cristobal, quer coisa melhor?

Durante o dia você pode visitar a casa-museu, La Chascona, que pertenceu ao poeta  Pablo Neruda. Você também pode visitar vários teatros locais, como San Ginés, Centro Mori e o Teatro Bellavista, entre muitos outros.

No finzinho da tarde você pode escolher um barzinho bem legal pra ficar e relaxar. Uma lista interminável de restaurantes, pubs, bares e clubes esperam por você todas as noites porque, Bellavista nunca dorme! Em uma das principais ruas do bairro, os bares são tomados por estudantes universitários que se encontram por ali. Andando um pouquinho mais você pode se distanciar um pouco da loucura universitária e encontrar um barzinho ideal pra você. Durante o nosso passeio por Santiago, ouvimos dizer que é em Bellavista que a noite acontece.

5-Lastarria

10 coisas para fazer em Santiago

Lastarria é um bairro cheio de cultura e arte. Não é tão agitado quanto Bellavista e parece atrair aqueles mais cult. O bairro é cheio de cafés convidativos, bares, restaurantes atraentes, feirinhas de arte, artistas de rua. As ruas são elegantes e o ambiente é delicioso para um fim de tarde e início de noite.

Você pode por exemplo, depois de aproveitar a tarde no Morro Santa Lucia, caminhar até Lastarria, conhecer um restaurante e terminar a noite em um barzinho agradável. As ruas são bem elegantes e transmitem uma sensação de segurança.

6- Conhecer uma estação de esqui

10 coisas para fazer em Santiago

Muitos brasileiros veem neve pela primeira vez no Chile. Se você estiver em Santiago na época certa do ano, pode conhecer algumas estações de esqui e dar uma arriscada nas descidas ou apenas brincar na neve.

A apenas poucos quilômetros de Santiago ficam o famoso Valle Nevado, o centro de esqui La Parva e a estação de esqui El Colorado, no topo das cordilheiras. Esquiar costuma ser um passeio caro, mas muito empolgante e pra quem nunca viu neve, conhecer um destes lugares é OBRIGATÓRIO.

7- Conhecer uma vinícola

10 coisas para fazer em Santiago
Vinícola Emiliana

Quem vai a Santiago precisa conhecer ao menos uma vinícola e degustar os tão famosos vinhos chilenos. Mesmo que você não goste de vinho a visitação ainda é recomendada. Na vinícola você aprende um pouco sobre o processo de plantio e colheita das uvas, da fabricação dos vinhos e ganha uma boa aula de história, já que o vinho faz parte da cultura chilena. Isso tudo sem contar que o cenário de uma vinícola é lindo demais, mesmo que não esteja na época da colheita dá pra se encantar um pouquinho.De Santiago você pode visitar facilmente pelo menos 7 vinícolas diferentes: Concha y toro, Santa Rita, Undurraga, Emiliana, Montes, Santa Cruz e Matetic.

Eu e meu marido visitamos a Emiliana, uma vinícola orgânica e bem relaxada, adoramos o passeio. A sustentabilidade é levada bem a sério por lá e o ambiente é maravilhoso, cheio de animais correndo soltos e colaborando com o ciclo da uva. Depois da degustação ficamos um tempinho alimentando as Alpacas (clique aqui para saber o que é uma Alpaca) e curtindo o ambiente da Emiliana. Nosso pacote de degustação incluiu uma harmonização de vinhos e chocolates (a minha) e vinhos e queijos (a dele). Os rótulos da Emiliana são bem diferenciados, com uma qualidade superior a de outros vinhos que experimentamos, por isso eu recomendo bastante a visita. Ah e o melhor! Depois de visitar a Emiliana, você pode seguir direto para Valparaíso.

8- Visitar Valparaíso

10 coisas para fazer em Santiago
Me diz se essas paredes não são lindas?

Valparaíso é um lugar boêmio e colorido, repleto de cafés e obras de arte. A 120km de Santiago, a cidade é considerada um patrimônio da humanidade pela Unesco desde 2003. É por lá que a maioria dos brasileiros dizem olá ao Oceano Pacífico pela primeira vez. O que me encantou em Valpo <3 (pros íntimos) é o clima jovem, alegre e descontraído que vimos no alto das colinas, parece que a cidade respira arte.

Lá você pode conhecer uma das casas de Pablo Neruda que foi transformada em museu. Caminhar pelas ruas e escadas entrelaçadas e simplesmente contemplar a natureza e a arte. Se você for visitar Santiago, visite Valparaíso!

9- Mirante da Torre Costanera

10 coisas para fazer em Santiago
Torre Costanera. Fonte: Shutterstock

Que tal conhecer o prédio mais alto da América do Sul e de quebra admirar uma vista de 360 graus de Santiago? O mirante fica no topo do edifício Sky Costanera, onde existe um shopping.  O Sky Costanera tem 300 tre-zen-tos metros de altura, o mirante fica no 62º andar. Você pode fazer visitas guiadas, com detalhes sobre a história da cidade, em três idiomas: português, francês e inglês.

No mirante também estão disponíveis binóculos com os quais você pode observar os pontos mais importantes de Santiago. Dizem que o mais legal é ver o por do sol e o início da noite por lá, mas atenção, o último elevador sobe as 21h. Para chegar lá, basta pegar o metrô L1 (vermelha) e descer na estação Tobalala.

Preços: De segunda a quinta – Adultos $5.000 e Crianças $3.000. De sexta a domingo- Adultos $8.000 e Crianças $5.000 (preços em pesos chilenos setembro/2016).

10 – Conhecer um parque

10 coisas para fazer em Santiago
Parque araucano

Se a ideia de subir nos morros Santa Lucia e San Cristobal não te animaram, você ainda pode curtir a natureza (e muita cultura) em um dos inúmeros parques de Santiago. Durante o verão, os parques costumam ser sempre cheio de eventos, música ao vivo e feirinhas. Nós aproveitamos uma tarde maravilhosa no parque Araucano, com uma vista encantadora para as cordilheiras. Nem sempre elas ficam assim, tão visíveis.

Santiago não deixa a desejar no quesito atrações, seja para o fã de natureza, artes ou esportes. A gente espera que essa lista seja muito útil pra você que está planejando conhecer a cidade. Qualquer dúvida, pode escrever pra gente!

 

10 coisas para fazer em Santiago

4 comments

    1. Obrigada Tayná!

      Nós adoramos a visita ao museu da memória, em breve vai ter um post exclusivo pra ele aqui no blog. Tá demorando porque é super difícil conter as lágrimas quando leio as minhas anotações!

  1. Carmina farei um mochilão pela América do Sul e vi que as principais capitais do nosso continente tem Free Walking Tour, gostei da proposta e pretendo conhecê-los para economizar, já que os citys tours oferecidos pelas agências de turismo são salgados. Tenho as seguintes dúvidas: 1-) qual o valor que se paga em média para um Free Walking Tour; 2-) Paga-se no começo ou no final do passeio? 3-) Na moeda local ou em dólares? 4-) Como vocês fizeram e recomendam; 5-) O tour é somente em inglês, quem não fala o idioma vai ficar boiando? Obrigado!

    1. Oi Jair,

      O pagamento dos walking tours sempre é feito no final do passeio. Assim você tem condições de avaliar o serviço prestado pelo guia e pagar pelo quanto você acha que valeu.

      O pagamento é feito na moeda local, mas os guias costumam aceitar a moeda que você tiver. Em geral, quando chega o momento do pagamento, o guia dá uma sugestão de valor, mas você de forma alguma é obrigado a pagar o valor sugerido, muito menos se não tiver gostado. Pode pagar mais, ou menos se quiser. O valor varia de país para país, por conta da moeda, do custo de serviço e etc.

      Diversas empresas oferecem o serviço, então você pode encontrar tours em inglês, português, espanhol, dependendo da disponibilidade deles. Na Alemanha e no Chile, por exemplo, nossos guias foram brasileiros, então eles falavam em inglês pro pessoal e sempre checavam conosco em português se estávamos entendendo.

      Para fazer o passeio, basta chegar no horário de saída das empresas no local combinado e procurar por um guia uniformizado. No caso de Santiago, é na Plaza de Armas, próximo a estátua de Pedro de Valdívia montado num cavalo.

      Qualquer dúvida estamos aqui, um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *