Planejamento de Viagens – Como escolher o seguro viagem?

atendimento médico no exterior, seguro de viagem, assistência de viagem

Eu imagino que, assim como eu, você não planeje suas férias pensando em ter que fazer uma parada de emergência no hospital. Por isso na hora de escolher o seguro viagem, a gente acaba pensando “Ah, minha saúde anda ótima, vou pegar um bem baratinho…”. Vem com a gente pra entender quando o seguro viagem é obrigatório, por que recomendamos e como escolher o seguro ideal para a sua viagem!

Eu me lembro bem daquele dia: 20/05/2013. Estávamos fazendo um passeio na Capadócia quando nossa guia nos avisou que nosso voo de balão havia sido cancelado “por condições climáticas desfavoráveis”. Ao retornamos à agência para discutir nossas opções de reembolso, descobrimos o real motivo do cancelamento de nosso voo: durante o passeio tradicional da manhã, dois balões haviam se chocado no ar e um deles havia caído – 3 brasileiros morreram e outros 7 ficaram hospitalizados junto a outros 23 turistas. Foi apenas uma infeliz coincidência para nosso grupo (8 brasileiros e 1 libanês), que deixou nossos familiares no Brasil desesperados. Leia aqui meu artigo sobre essa viagem à Turquia.

À época, o fantástico exibiu uma reportagem mostrando as dificuldades relacionadas aos seguros de viagem. Dona Maísa, uma das acidentadas, tinha seguro, mas a cobertura de 30mil euros não pagava a semana na UTI, suas cinco cirurgias e ainda um retorno ao Brasil num avião UTI, devido à seu quadro grave. Wagner e Maísa, que também estavam no acidente, declaram que compraram o seguro por indicação da agência de viagem, mas sem saber o que estavam contratando e também tiveram problemas. É por isso que a escolha deve ser feita com muita consciência de que o barato pode sair caro e você ganhar uma bela dor de cabeça.

 

Planejamento de Viagens - Como escolher o seguro viagem?
Passeio tradicional de balão na Capadócia, Turquia

Qual a diferença entre Seguro Saúde, Seguro Viagem e Assistência de Viagem?

É muito difícil chegar a um consenso e as próprias operadoras são controversas. O que costuma ser bem claro é que Seguro Saúde é exclusivo para gastos médicos, não cobrindo outros itens como perda de bagagem. Esse é um serviço que eu ainda não encontrei aqui no Brasil.

Já a diferença entre Seguro Viagem e Assistência de viagem é pouco clara. Alguns dizem que o seguro funciona na modalidade de reembolso, enquanto no caso da assistência, você utiliza uma rede conveniada e fica de fora da negociação de pagamento. Entretanto, na prática as duas acabam meio que se confundindo e os termos são usados sem nenhuma diferença. Eu já contratei “seguro” que não foi através de reembolso. Por isso, confira sempre as condições antes de comprar.

Para que serve um seguro viagem?

A função de um seguro viagem é te ajudar a arcar com despesas inesperadas durante a viagem, principalmente despesas médicas e hospitalares. Claro que o caso do balão na Turquia não é algo que acontece todos os dias, mas deu pra perceber que um seguro bem escolhido pode fazer uma diferença enorme? Afinal, você não quer sair de suas férias com uma dívida enorme, não é? Além disso, saiba que o seguro não é só pra quem se arrisca em programas como esse. Durante a viagem ninguém está isento de sofrer um acidente de carro ou torcer gravemente um pé. Conheça as principais assistências que os seguros oferecem para entender o que você precisa.

Atendimento médico ou odontológico de emergência

Infelizmente pode acontecer. Você resolve experimentar aquela comidinha apetitosa de rua e acaba com uma grave infecção intestinal. Ou você está descendo as escadas daquela pousadinha familiar charmosa carregando a sua mala e acaba pisando em falso. Não estamos desejando isso para ninguém, mas todos estamos sujeitos. E se você estiver viajando num país como os Estados Unidos, famoso pelo caro serviço hospitalar, até uma dor de barriga mais grave pode custar muitos dólares.

E se você for portador de alguma doença que possa exigir cuidados médicos durante a viagem, saiba que alguns seguros (mas nem todos) podem oferecer cobertura para uma eventual crise. Verifique as condições de cobertura para doenças preexistentes. Esse é um item importante para pessoas com alergias graves a alguns alimentos, como leite, amendoim ou frutos do mar, por exemplo.

Cobertura de acidentes em esportes

Sonha em esquiar em Bariloche? Fazer mergulho no Caribe? Escalar o Monte Roraima? Ter um seguro pode te ajudar a não ter dor de cabeça se algo sair errado. Mas cuidado na hora de contratar, a maior parte dos seguros não cobre esportes ou cobre somente alguns. Informe-se sempre.

Retorno antecipado

Se acontecer algum sinistro grave à sua residência ou algum parente vier a falecer, seu retorno poderá ser antecipado, de acordo com as condições da sua seguradora. Na maior parte dos casos, a cobertura é de uma passagem em classe econômica ou pagamento da diferença tarifária da remarcação do voo.

Garantir sua entrada em alguns países

Sim, o seguro é obrigatório para entrar nos países Europeus do Acordo Schengen (principais destinos turísticos da Europa), Venezuela, Cuba e Austrália (em caso de intercâmbio).

“Ahhh, mas fulano foi pra Europa sem seguro e não foi barrado.”

Gente, nem sempre o oficial da imigração vai pedir pra você apresentar, mas isso não quer dizer que não seja obrigatório. Se ele pedir e você não apresentar, vai ter de voltar pra casa sem pisar em solo europeu.

Assistências adicionais: perda de bagagem, atraso de voo

Para se diferenciarem, as seguradoras acabam oferecendo outros servicinhos que podem ser bem úteis, como indenização por extravio ou atraso de bagagem, hospedagem em caso de grandes atrasos no voo, entre outros.

Planejamento de Viagens - Como escolher o seguro viagem?
Nem todos os seguros e assistência de viagem cobrem atividades como o mergulho

Qual o seguro viagem com melhor custo x benefício?

Essa é uma daquelas perguntas que não possuem resposta única! Vai depender das suas condições de saúde, do perfil de viagem e da sua necessidade ou não de se sentir totalmente segurado. Mas claro que a gente não vai te deixar perdido. Seguindo os passos abaixo você pode tomar uma decisão mais segura.

Passo#1 – Pesquise opções compatíveis com o perfil de sua viagem

Qual o roteiro que você vai fazer? O seguro é obrigatório para algum país que você vai visitar? Qual a cobertura mínima obrigatória? Vai praticar algum esporte? Você está grávida? Qual o custo do atendimento médico nos países que irá visitar?

Passo#2 – Verifique se seu cartão de crédito oferece assistência ou seguro viagem

Cartões de crédito de anuidades mais altas, como o Visa Platinum, costumam oferecer gratuitamente um seguro viagem para aqueles que compram a passagem no cartão (mesmo que seja com milhas). As coberturas são limitadas, mas dependendo do seu perfil de viagem pode valer a pena.

Passo#3 – Faça cotações e compare as coberturas

Para fazer cotações você pode utilizar os sites das seguradoras mais famosas e também os comparadores online. Além de olhar os preços, não esqueça de conferir o valores máximos que oferecem para cada cobertura, a forma de acionamento e a idade limite. Veja se você será reembolsado pelas despesas ou se o pagamento será feito pela seguradora diretamente.

Nós recomendamos muito a Seguros Promo, da qual somos parceiros e utilizamos nas nossas viagens.

A Seguros Promo tem sempre preços imbatíveis, parcelamento no cartão e cancelamento grátis! Não deixe de fazer a sua cotação com eles. Ah, use ainda nosso cupom INDAVOULA5 e garanta 5% de desconto!

Até mesmo para seguradoras conhecidas como a Assist Card, você consegue cotações bem mais em conta com eles!

Compromisso de transparência!
Reservando qualquer serviço através de nossos parceiros, o blog recebe uma pequena comissão. Assim, conseguimos manter o blog no ar e continuamos a compartilhar as melhores experiências com nossos leitores!

Passo#4 – Verifique se existe franquia para acionamento das coberturas

Sim, é raro, mas isso pode existir para seguro viagem também. Às vezes, o valor da franquia é opcional. Você pode escolher ZERO de franquia (e pagar o seguro mais caro) ou colocar um valor alto de franquia e ter o seguro menor. Pesquise o valor médio de um atendimento em emergência no local onde irá visitar, pois se colocar um valor mais caro, vai ser melhor pagar a consulta que usar o seguro.

Passo#5 – Verifique a reputação da seguradora na internet

Pessoal, esse item nem precisava estar aqui, né? SEMPRE chequem a reputação de qualquer empresa na internet antes de contratar um serviço. Pesquisem indicações de amigos que USARAM o seguro. Não adianta ser barato e fácil de comprar, mas só atender em alemão, né? Leiam relatos de outros viajantes e vejam como foi o uso, a rede credenciada, a facilidade de comunicação, a existência de ligação gratuita, o idioma em que atendem e a agilidade de respostas da seguradora. Compre de acordo com sua zona de conforto.

Passo#6 – Procure cupons de desconto

As seguradoras costumam fazer parcerias com os blogs e oferecer cupons de desconto! Antes de fechar, pesquise. Nós temos o cupom  INDAVOULA5 da Seguros Promo.

Passo#7 – Compre o seguro escolhido

O seguro viagem não precisa ser comprado com muita antecedência. Só não vale esquecer de comprar. Normalmente o envio da apólice é feito em até 24 horas após a compra, mas para evitar dores de cabeça, o ideal é pelo menos uns 3 dias antes da viagem. Se por acaso você esqueceu de comprar, algumas seguradoras permitem que você compre após o início da viagem, tendo uma carência de 48h para o seu uso. E não adianta tentar comprar o seguro somente depois de algum problema. Eles são vacinadíssimos contra tentativas de golpe.

Passo#8 – Mantenha a apólice e dados de contato em mãos

Tão importante quanto comprar um seguro é saber como usá-lo antes de embarcar. Tenha em mãos o certificado do seguro (ou apólice) e os telefones de contato para o país que você estará viajando. Separe também as informações principais sobre coberturas que você tem direito, para não esquecer de acioná-las. Você pagou por elas!

Planejamento de Viagens - Como escolher o seguro viagem?
Vai esquiar? Veja se o seu seguro cobre esse esporte!

Como utilizar?

Antes de viajar se informe como deve ser o procedimento caso você precise de atendimento médico. Em alguns casos, você só é reembolsado se efetuar uma ligação para a seguradora ANTES de ir até o hospital. Em outros casos não é necessário, mas você precisará telefonar em até 24 horas após a entrada. Na dúvida, sempre ligue antes e siga as instruções, mas já saiba seus direitos na hora de ligar.

Minha experiência

Já precisei acionar o seguro algumas vezes durante minhas viagens. A primeira vez que acionei o seguro (Assist Card) foi por conta de uma bagagem extraviada pela KLM. Como a mala levou mais de 3 dias para ser entregue, tive direito a 200 dólares de indenização para comprar “itens de necessidade pessoal”. Entrei em contato com eles ainda no aeroporto, assim que soube que a bagagem havia sido extraviada e eles ficaram de ficar intermediando o contato até localizarem a mala. Como estávamos sem telefone, acabou sendo um pouco inútil.

Quando retornei ao Brasil, preenchi um formulário, enviei as notas fiscais das compras e eles encaminharam para análise. Acabei não atingindo o limite – porque eu não sabia que teria que apresentar as notas fiscais e porque não queria perder tempo da viagem escolhendo roupa em loja. Acabei comprando somente o básico para continuar a viagem mesmo. Ah, um detalhe importante… no dia que a mala foi entregue no meu hotel pela manhã, os itens que eu comprei durante o dia não foram reembolsados, ainda que eu tenha chegado só a noite no hotel.

Também tive a experiência de usar o seguro do cartão Visa na Nova Zelândia. Embora o atendimento tenha sido fácil, a modalidade foi reembolso e levou mais de 6 meses para aprovarem o reembolso, depois que apresentei as notas fiscais. Outra experiência foi com a Assist Med, na Indonésia, Malásia e Tailândia, que comprei pela Real Seguro Viagens e foi a que me deixou mais satisfeita. Contei mais dessa experiência no artigo Como escolher o seguro viagem para a Ásia?.

Para concluir

Seguro é aquela coisa: a gente compra para não usar. Por isso, às vezes a gente quer economizar – mas com cuidado! Com saúde não se brinca e ninguém quer perrengues e preocupações com conta de hospital para estragar uma viagem. Se quiser economizar no seguro, economize. Mas tenha uma reserva para lidar com imprevistos e saiba exatamente o que você está contratando.

O seu relato vale muito! Ajudem os nossos amigos viajantes, contando pra gente como você escolheu seu seguro e como foi a utilização quando você precisou. Adoraríamos que você compartilhasse nos comentários como foi a sua experiência. Conta aí!

Agora que você já contratou o seguro viagem, que tal conferir se você já pensou mesmo em todos os detalhes da sua viagem no nosso Guia do Planejamento de Viagens?

Monte sua viagem com nossos parceiros!
➥ Encontre as PASSAGENS aéreas mais baratas
➥ Reserve seu HOTEL com cancelamento gratuito
➥ Encontre o melhor SEGURO VIAGEM e parcele em até 6 vezes sem juros
➥ Compre ingressos e passeios com segurança
➥ Alugue CARRO sem pagar IOF
* Compromisso de transparência: Reservando qualquer serviço através de nossos parceiros, o blog recebe uma pequena comissão. Assim, conseguimos manter o blog no ar e continuamos a compartilhar as melhores experiências com nossos leitores!

Planejamento de Viagens - Como escolher o seguro viagem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *