Roteiro na Patagônia – duas semanas de carro

Fazer um roteiro na Patagônia é um dilema enorme! São tantos destinos incríveis que a gente se sente perdido na hora de escolher. Quer explorar a Patagônia de carro? Trouxemos um roteiro redondinho de 10 dias no sul da Patagônia, incluindo Chile e Argentina, para quem quer explorar a região.

Fizemos um roteiro bem parecido com esse em dezembro/2016 e aqui trouxemos uma versão melhorada, o roteiro que faríamos se voltássemos lá. Vale destacar que duas semanas é o mínimo para conhecer os principais pontos da Patagônia. Se puder, dedique mais alguns dias.

Existem muitos roteiros possíveis dentro da Patagônia, sendo a região dos lagos a mais comum entre os brasileiros. É onde fica a estação de inverno favorita dos brasileiros – Bariloche.

Mas o nosso roteiro é um pouco mais pra baixo, é a região dos parques montanhosos, dos glaciares e de paisagens que com certeza estarão entre as mais incríveis que você já viu na vida. Não encontrei um relato de quem foi e não se apaixonou.

Onde fica a Patagônia?

A Patagônia é a região mais meridional da América do Sul, compreendendo tanto Chile como Argentina. É ali pertinho do fim do mundo, o sul do sul. É uma região enorme, tendo mais de 2.000km no comprimento e mais de 500km de largura.

Quando ir para a Patagônia?

Embora a primeira coisa que vem a nossa cabeça seja o inverno, o melhor da Patagônia é o verão. A menos que sua ideia seja esquiar – nesse caso este roteiro aqui não é pra você.

Por que o verão? Acredite, no verão o frio já é mais que suficiente nessa região, uma média de 10ºC, podendo chegar a menos nas montanhas. Sem falar da baixa sensação térmica e dos ventos.

Por conta do clima (chega a -20ºC), no inverno muitas atrações são fechadas, estradas interditadas e sair nas ruas é um verdadeiro desafio.

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro
Toda roupa é pouca – verão na Patagônia

Patagônia de carro vale a pena?

Depende. Para mim valeu muuuuito a pena! Éramos 4 pessoas e estávamos com um roteiro super apertado. Como dividimos os custos por 4, o valor ficou pouca coisa superior ao que gastaríamos de ônibus. Para a rota que fizemos, estimamos que gastaríamos R$450,00 por pessoa de ônibus, sem incluir táxi ou transporte público dentro das cidades. De carro, pagamos um total de R$600,00 por pessoa, já incluindo combustível e estacionamento.

Se tivéssemos ido de ônibus, perderíamos mobilidade e teríamos que deixar mais destinos de fora devido aos horários restritos. Além disso, depois de congelar nos passeios, tínhamos um carro quentinho para nos protejer. Achei ótimo. Alugaria o carro novamente numa próxima viagem.

Se você tem dúvidas se vale a pena ir em Torres del Paine de carro, escrevi um artigo que vai te ajudar a decidir.

Como economizar na Patagônia?

A Patagônia, em especial o sul dela, é um destino reconhecidamente caro. Pode sair mais barato se você ficar em quartos compartilhados ou acampar, mas ainda assim é bem caro. Comida em restaurante, mesmo os mais simples, dificilmente vai sair por menos de R$40,00 por pessoa. Comida no supermercado também é cara, mas é uma alternativa mais em conta. Os passeios todos são caros – entre R$200 e R$500,00. As hospedagens mais baratas em hotel/hostel que encontramos foram de R$150,00 a R$560,00 (quarto para 4 pessoas). As mais baratas. Vá preparado para deixar boa parte das suas economias por lá.

Como chegar na Patagônia?

Nosso roteiro foi elaborado iniciando na cidade de Punta Arenas, mas existem algumas outras portas de entradas para a patagônia. Para o Chile, o mais comum é voar de Santiago a Punta Arenas, via Latam ou SkyAirlines. No verão, a Latam ainda adiciona uma escala em Puerto Natales em alguns voos. Essa pode ser uma excelente opção para quem não quer ir a Punta Arenas nem Ushuaia. Em dezembro/2016, o voo para Punta Arenas (LATAM Chile ou SkyAirline) custava 75.000 pesos chilenos (+/- R$440,00). Também dá pra emitir com pontos do programa multiplus.

Outra opção é chegar via Argentina, pelas cidades de El Calafate ou Ushuaia. Nesse caso, a companhia aérea é a Aerolíneas. Em qualquer um dos casos, será necessário voar até a capital do país e de lá pegar o voo.

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro
Os Guanacos estão por todo o caminho na patagônia

Onde alugar carro na Patagônia?

Nós optamos por alugar o carro na cidade de Punta Arenas, onde chegamos. Por sermos 4 pessoas, os trajetos de ônibus não compensavam. Dessa forma, reservamos o carro com a empresa local ADEL Rent a Car. Saiu muito mais barato que as empresas internacionais que estávamos encontrando online. Fizemos toda a reserva por email/whatsapp e pagamos somente quando chegamos ao aeroporto. A empresa não tem guichê lá, mas o funcionário vai com o carro e te recepciona. Assim, não precisamos nos deslocar até o centro da cidade para pegar o carro.

Em dezembro/2016, pagamos 50.000 pesos chilenos (+/- R$290,00) na diária, mais a documentação para cruzar a fronteira que custou 90.000 pesos chilenos (+/- R$525,00).

Atenção: Essa documentação precisa ser solicitada com antecedência à empresa e é obrigatória. Sem ela, não é permitido cruzar a fronteira do país com o carro alugado.

Roteiro

Chegamos à Patagônia pelo Chile, voamos pela Latam da capital Santiago até Punta Arenas. Foram 3h30min de voo. Se o tempo tiver claro, as paisagens são incríveis!

Primeira parada – Punta Arenas

Como nosso voo foi cedo, paramos em Punta Arenas somente para retirar o carro. Retiramos o carro no aeroporto e percorremos direto os 247km até a cidade de Puerto Natales. A estrada é ótima, mas pode ter fortes rajadas de vento, por isso tem que dirigiar com bastante atenção. Caso você chegue no final da tarde, é melhor passar a noite.

Caso você chegue no final da tarde, é melhor passar a noite. Neste caso, você pode pular Puerto Natales e ir direto para Torres del Paine no dia seguinte, saindo bem cedinho.

Segunda parada – Puerto Natales (1 noite)

Depois de 3 horas de viagem, mais ou menos, você chega a Puerto Natales. Faça check in no hotel e vá dar uma volta na orla. As montanhas lindas ao fundo, darão uma pequena ideia do que vem pela frente.<3

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro

A vantagem de dormir em Puerto Natales é que você fica mais próximo de El Calafate. Se o seu voo para Punta Arenas foi cedo e você tiver disposição, você pode pular Puerto Natales e seguir direto para dormir em El Calafate.

O que fazer em Puerto Natales

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro
Chegada em Puerto Natales
  • Visitar a orla, onde estão o portal da cidade e o monumento La Mano. Grátis.
  • Cueva del Milodon – Uma caverna antiga com uma estátua de um urso. Vá apenas se tiver com tempo sobrando. Entrada custa 5.000 pesos (outubro a abril) ou 2.000 pesos (maio a setembro).

Hospedagem

  • Onde: Nikos II Adventure
  • Custo: 85 dólares (+/- R$300,00), quarto privativo para 4 pessoas com banheiro também privativo e café da manhã incluso.
  • Recomendamos? Sim, a acomodação era confortável. Usamos a cozinha para preparar nosso jantar e tomamos algumas cervejas. O café da manhã era simples, com porções limitadas. Localização excelente.

El Calafate + El Chatén – 4 noites

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro

Siga as indicações para Cerro Castillo e cruze a fronteira com a Argentina no Paso Río Don Guillermo. Será necessário apresentar a documentação do veículo e os passaportes ou RG. É necessário estacionar o carro e entrar no controle de fronteiras.

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro
Cruzando a fronteira com a Argentina

Receba o carimbo de saída do Chile e siga mais alguns quilômetros para fazer a entrada na Argentina. Passe em Esperanza se precisar abastecer – não precisa encher o tanque, é tudo caro! Continue até El Calafate.

O que fazer em El calafate

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro
Perito moreno – Um dos muitos lugares incríveis
  • Visitar o Parque de Los Glaciares e andar sobre as passarelas. Entrada: 250 pesos argentinos (+/- R$55,00)
  • Minitrekking sobre o Glaciar Perito Moreno: 1.800 pesos argentinos (+/- R$425,00) – passeio incrível e inesquecível. Precisa pagar ainda a entrada do parque acima e pode andar nas passarelas. Se você vai de carro, pode ficar o tempo que quiser nas passarelas. No caso de ir com transporte de agência, eles dão um tempo limitado.
  • Bate-volta a El Chatén – Várias agências fazem o passeio ou você pode ir e dormir um dia no vilarejo, que fica na outra extremidade do Parque de Los Glaciares(215km).
  • Fazer compras de comida para levar a Torres del Paine, pois no parque não tem nenhum restaurante/lanchonete/supermercado!

Hospedagem

  • Onde: Hosteria y Apart Jardin de los Presentes
  • Custo: 53,30 dólares (+/- R$186,00) para 4 pessoas. Sem café da manhã.
  • Recomendamos? Muito! A melhor calefação da patagônia! Era difícil sair do quarto! Hahaha. o café da manhã era simples, mas delicioso. Nosso único arrependimento foi não ter pego um quarto com cozinha. Como os restaurantes são caros, é uma excelente economia!

Torres del Paine – 3 noites

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro

Saia cedinho de El Calafate e siga para Torres del Paine. Na portaria, você deve pagar a entrada, que vale por 3 dias consecutivos caso você saia do parque. Se não sair, poderá ficar quanto tempo quiser sem ter que pagar novamente.

Se você chegou cedo, ainda faça trilhas no mesmo dia. Como os dias são longos, aproveite especialmente se o dia estiver bonito, pois ele pode virar completamente no dia seguinte!

Caso queira economizar um pouco, passe a terceira noite em Puerto Natales. Basta sair um pouco mais cedo de Torres e encarar os 85km até lá.

O que fazer em Torres del Paine

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro
Respirando um pouco depois de uma trilha de matar!
  • Trilhas e mais trilhas! Mesmo se estiver de carro, dá pra fazer várias. Se você é dos aventureiros, pode fazer os circuitos O ou W. Nesse caso, é preciso reservar os locais para dormir com antecedência.
  • Eu fiz uma trilha para o Lago Grey e outra para o Mirante dos Cuernos. As duas no mesmo dia. Sensacionais. O relato completo do nosso passeio em Torres del Paine está nesse outro artigo.
  • Com duas noites você consegue aproveitar bem o parque. Nós ficamos somente uma por causa do preço do hotel. Pretendíamos ainda curtir a manhã do segundo dia no parque, mas amanheceu chovendo, então seguimos direto pra El Calafate. Entretanto, consideramos que aproveitamos bem o parque.

Hospedagem

  • Onde: Hotel Lago Tyndall
  • Custo: 160 dólares (+/- R$560,00) por noite no chalé para 4 pessoas, com cozinha. Sem café da manhã.
  • Recomendamos? Sim, embora a calefação nos quartos não fosse das melhores, esse tem o melhor custo-benefício de Torres del Paine. Fica fora do parque, porém muito próximo à entrada Rio Serrano. A vista do chalé é sensacional. Cozinha bem equipada. Internet bem ruim e somente na recepção, mas no meio das montanhas eu nem esperava ter internet.

Ushuaia (4 noites)

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro

Infelizmente não tivemos tempo para ir até Ushuaia, mas se tivéssemos pensado melhor, teríamos ido! Duas noites é o mínimo do mínimo, meio que “para carimbar o fim do mundo no passaporte”. Considere ficar 3 ou 4 para curtir melhor.

Para chegar até o Ushuaia, é necessário fazer a travessia do carro em ferry. Existem duas opções. A primeira é cruzar de Punta Arenas a Porvenir. A outra é de Punta Delgada a Punta Espora.

O que fazer em Ushuaia

  • Como não fomos até a cidade, vamos deixar a Mari Campos, que já esteve 3 vezes na cidade, dar as melhores dicas! Acesse aqui.

Punta Arenas (2 noites)

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro

Volte pelo ferry de Porvenir a Punta Arenas e passe duas noites na cidade. Aproveite um dia para fazer o passeio das pinguineras caso não tenha feito em Ushuaia e no dia seguinte pegue o seu voo.

Hospedagem

  • Onde: Cabañas Capitan Guillermo
  • Custo: 870 pesos (+/- R$205,00) para 4 pessoas. Sem café da manhã, sem wifi no quarto.
  • Recomendamos? Não! É super afastado da cidade, o atendimento foi ruim, não encontravam nossa reserva, trocamos de cabana duas vezes – uma por opção, outra porque tinha uma reserva conflitante, nos fizeram conferir um checklist para dizer que concordávamos com cada item do hotel (em espanhol!). Para piorar, nos obrigaram o pagamento em peso chileno sem isenção de IVA, alegando que as Cabanas não entram nessa de isenção – mesmo que estivesse no Booking dizendo que poderíamos pagar em dólar. Ou seja, pagamos 29% a mais do que o previsto! Só ficamos porque não estávamos afim de procurar outro local para ficar.

O que fazer em Punta Arenas

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro
Centolla no mercado municipal!
  • O principal passeio de Punta Arenas é tirar selfie com os pinguins em Isla Magdalena e ver os lobos marinhos de Isla Marta. O passeio pela Solo expedições é o mais completo e custa cerca de R$450,00. Já na Comapa, empresa que faz passeio somente para ver os pinguins, o valor é cerca de R$200,00. Infelizmente, não fizemos o passeio porque a grana já estava curta!
  • Visitar a Zona Franca de Punta Arenas: são alguns quarteirões de lojas, algumas com bons preços e outras nem tanto. Não espere nada de expecional no preço de eletrônicos. Entrada gratuita.
  • Comer Centolla no mercado municipal de Punta Arenas! Uma das melhores refeições da viagem e uma das mais baratas!

Resumo do roteiro pela Patagônia de carro

Em resumo, nosso roteiro pela Patagônia  seria: Punta Arenas -> Puerto Natales (1 noite) -> El Calafate + El Chatén (4 noites) -> Torres del Paine (3 noites) -> Ushuaia (4 noites) -> Punta Arenas (2 noites) = 2.180km em 14 dias!

E você, já viajou pela Patagônia de carro ou sem carro? O que sugere de diferente nesse roteiro?

Roteiro na Patagônia - duas semanas de carro

9 Comentários

  1. Renata parabéns pelo seu blog! Está me ajuda do muito! Tenho uma dúvida: qual carro vcs alugaram? As estradas são tranquilas para um carro econômico 1.0? Obrigada!

    1. Oi Daniella, tudo bem?

      Ficamos muito felizes em ajudar! O carro que pegamos foi um Renault Symbol. As estradas são boas sim, quase tudo é asfaltado. O maridão (que dirigiu o tempo todo) disse que encararia o 1.0 de boa! 😉

  2. Renata, parabéns pelo roteiro e comentários. Estou planejando fazer o roteiro em 05/2018, saindo de santiago de carro ida e volta e disponho de 17 dias, vc acha viável? alguma sugestão? Obrigado.

    1. Oi Celso, tudo bem?
      Para falar a verdade, nao acho muito viável sair de Santiago de carro para o roteiro na Patagônia não! É muito mais longe do que você imagina. São mais de 3000 km de Santiago a Punta Arenas. É como ir de São Paulo a Fortaleza e só aí começar a viagem. Você até conseguirá chegar, mas ficará cansativo e restará pouco tempo disponível na região para explorar. Se fizer questao de sair de Santiago de carro, sugiro ir até a região de Puerto montt, Puerto Varas e Frutillar. Dá pra esticar até a argentina e conhecer Bariloche também. Na volta, você pode passar por Pucón.

      Um abraço e ótima viagem!

  3. MELHOR postagem sobre a Patagônia! Parabéns! Gostaria de saber, para duas pessoas nesse mesmo ritmo, vc acha que sairia quanto em reais? E em 10 dias dá para ir até Ushuaia?

    1. Oi Michele,
      ficamos super felizes que você tenha gostado!

      Com 10 dias não recomendo ir ao Ushuaia não, vai ficar muito corrido e você não irá aproveitar. A menos que tire alguma outra cidade.
      Com relação aos custos, a Patagônia é bem cara. Dê uma lida no nosso artigo http://www.indavoula.com.br/2016/01/quanto-custa-viajar.html , lá sugerimos alguns sites para ajudar a encontrar os custos atualizados no local, além de disponibilizarmos uma planilha que vai ajudar bastante!

      Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *