Como fazer um orçamento de viagem (baixe uma planilha grátis!)

Se você está acompanhando nosso Guia do Planejamento para organizar a sua viagem, já está com seu destino definido (se não está, é melhor que você acesse o guia pra fazer o passo anterior antes de prosseguir). Agora, é hora de aprender como fazer um orçamento de viagem.

Antes de fazer um orçamento de viagem, defina seu estilo de viagem

Antes de partir para elaborar o orçamento, é preciso definir o SEU estilo de viagem. Nessa etapa, precisamos ser bem realistas quanto às nossas expectativas para não sairmos frustrados por não fazer os programas que gostaríamos nem ter aquela dor de cabeça com as contas pra pagar na volta.

Imagine a situação: você está planejando uma viagem a Paris e encontra um amigo que acabou de voltar de lá. Você pergunta quanto ele gastou na viagem e ele responde que gastou R$150,00 (sim, é possível) por dia. Você se empolga e calcula que irá gastar o mesmo, já sonhando que dará até pra comprar um champanhe pra tomar sentado no gramado em frente à Torre Eiffel.

Só que seu amigo se hospedou gratuitamente pelo Couchsurfing, fez compras no supermercado para o café da manhã, comeu 2 vezes por dia no Mc Donalds, andou a pé, só levou de recordação um cartão postal da Torre Eiffel, visitou o Louvre no horário gratuito e não tomou nem uma taça de vinho.

Você, por outro lado, sonha com os restaurantes franceses, gosta de hotéis com quartos espaçosos e bem localizados, quer subir na Torre Eiffel (sem fila), fazer compras na Champs Elysees e levar miniaturas da Torre para todos os amigos. Também não quer andar com mala pelas ruas e não se imagina voltando para casa sem assistir um show no Moulin Rouge. E aí, talvez R$1.000,00 por dia seja pouco.

Como fazer um orçamento de viagem (baixe uma planilha grátis!)
Show no Moulin Rouge

Claro que usamos dois exemplos extremos – o de um mochileiro e o de um viajante luxuoso – , mas dá pra perceber que, se você se contou com a previsão de gastos de seu amigo, vai sair da viagem desiludido e com um débito monstruoso no cartão de crédito, não é?

Não importa se seu estilo de viajar é econômico ou luxuoso. Cada um tem suas preferências e você precisa descobrir as suas. Veja quais itens são importantes para você e não abra mão deles. Do contrário, você pode terminar sua viagem se sentindo um pouco frustrado e com a sensação de precisar voltar naqueles destinos porque não pôde “aproveitar” a viagem.

Não deixe de discutir esses itens com seus companheiros de viagem, pois o planejamento todo (não só financeiro) irá depender dessas decisões. E lembre-se que nem sempre o que é mais valorizado por um, é importante para o outro. Por isso é importante conversar e chegar a um acordo.

Como fazer um orçamento de viagem: montando uma planilha de orçamento 

Para saber quanto irá custar a sua viagem, recomendamos que você crie uma planilha fazer seu orçamento. Tenha o cuidado de verificar se os valores que você está informando estão atualizados, pois dependendo do país, em 6 meses a diferença da conta pode ser bem significativa.

Para seu orçamento ficar bem próximo do real, precisamos ser beeeeem detalhistas e fazer boas pesquisas para pegar os valores mais reais possíveis.

Se você não possui muita habilidade com planilhas, sugerimos que você clique abaixo para baixar o modelo gratuito do site Aprender Excel.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR A PLANILHA

Como fazer um orçamento de viagem (baixe uma planilha grátis!)

Esse modelo permite que você somente preencha as informações e apresenta um gráfico que mostra para onde seus gastos estão indo. Eu curti bastante o visual também!

O que considerar na hora de fazer um orçamento de viagem?

Preencher a planilha é bem simples. A parte que leva mais tempo é levantar informações atualizadas sobre o destino que você escolheu, de forma que o custo de viagem estimado seja bem próximo ao real. Para isso, sugerimos que você pesquise cada um dos itens abaixo.

Documentação

A primeira coisa com a qual devemos nos preocupar é a documentação necessária para viajar até o local. Se for viajar para fora do país, já tirou o passaporte?  A taxa atual é R$257,25 (valores atualizados em janeiro/2016). Se estiver viajando para os países do Mercosul o Documento de Identidade é suficiente, desde que tenha sido emitido a, no máximo, 10 anos e precisa estar bem plastificado. Verifique também se você precisa tirar um visto antecipadamente para entrar no país e se vai precisar viajar para outra cidade para solicitá-lo. Por exemplo, para viajar para os Estados Unidos é necessário tirar o visto e eu precisei ir até Recife para tirar o meu.

Seguro de viagem

Para viajar para alguns países é obrigatório ter um seguro de viagem para cobrir, principalmente, os custos com emergências de saúde. Entretanto, seguros são importantes mesmo se não forem obrigatórios. Você sabia que o custo de uma emergência médica nos Estados Unidos facilmente ultrapassa os mil dólares? Além de cobrir gastos nos perrengues de saúde, os seguros também podem oferecer assistência em caso de extravio de bagagem e passagem de retorno em caso de doença de algum familiar.

Nós já tivemos alguns problemas durante a viagem e contamos nesse artigo como foi usar o seguro viagem. Se você não tem nenhuma experiência com seguro viagem, recomendamos ler o artigo Como escolher o seguro viagem.

Passagem ou deslocamento

Organizada a papelada, é hora de estimar quanto gastaremos com deslocamento para chegar até o destino. As vias mais comuns são ônibus, avião e carro (ou uma combinação deles).

Passagem de ônibus

Para estimar os gastos com a passagem de ônibus, você precisará descobrir quais as empresas que fazem o trajeto e depois entrar em contato com elas para descobrir o valor atualizado. Algumas empresas possuem site e vendem a passagem online e aí você já consegue ver o valor para a sua data. Caso ainda não saiba quando irá viajar ou a passagem esteja indisponível no sistema da internet por estar muito longe,  faça duas pesquisas: uma na última data disponível no site e a outra em um período de alta temporada (feriados). Use o maior desses valores no seu orçamento. Assim, você minimiza o risco de ter surpresas. Para descobrir quais empresas trabalham com as linhas desejadas (no Brasil), você pode usar nossa Dica rápida – Descubra os ônibus entre duas cidades.

Passagem de avião

Estime o custo com passagem de avião fazendo busca em sites como o SkyScanner ou Decolar. Nesses sites você consegue comparar preços de várias companhias aéreas e em diferentes períodos. Na hora de incluir o preço da passagem no orçamento, use uma média dos preços. Se você usar o menor preço e for uma promoção temporária, o orçamento vai ficar distorcido, a não ser que você compre a passagem naquele momento. Sempre verifique custos ocultos da passagem, como taxas extras para despachar as bagagens. Cobrar por mala é uma prática comum nas companhias low cost.

Deslocamento aeroporto/rodoviária para o hotel

Nunca subestime o valor que você gastará com esse deslocamento. Na Europa, por exemplo, as companhias Low Cost voam para vários aeroportos distantes da cidade e para os quais não há transporte público. Nesse caso, é preciso usar empresas que fazem esse deslocamento e o custo pode ser quase o mesmo da passagem aérea. Em Londres, a média é de 10 libras (R$57,00) por trecho – de ônibus! Na hora de decidir como será feito esse deslocamento, não esqueça de considerar a bagagem que você estará carregando, clima e horário de chegada. Economizar é sempre bom, mas já pensou descer de um ônibus às 3 da manhã no meio de uma nevasca na Noruega e ter que andar até o hotel carregando 2 malas grandes mais uma mochila e as sacolas de compra do aeroporto? Pense nisso!

Deslocamento de carro

Se o objetivo é fazer uma viagem de carro, também é preciso calcular os gastos. Use o google maps para montar a rota e calcular a distância a ser percorrida e depois use a média de consumo de combustível do seu veículo para saber quantos litros irá gastar. Para o preço do combustível, não considere somente o valor na sua cidade, pois na estrada o combustível pode ser mais caro.

Caso o deslocamento dure mais de um dia, não esqueça de incluir na conta o valor das hospedagens e estacionamento durante o deslocamento. Isso ajuda a comparar se vale mais a pena ir de carro mesmo ou pegar um ônibus ou avião.

Hospedagem

Na hora de escolher a hospedagem, tenha em mente que BBB (Bom, Bonito e Barato) raramente existe. Normalmente, você terá que escolher uma combinação entre duas variáveis. Quer bom e bonito? Provavelmente não será barato. Quer bom e barato? Considere ficar mais afastado dos pontos turísticos. Em breve teremos um post aqui pra detalhar tim-tim por tim-tim a escolha de hospedagens, mas por enquanto, seguem algumas dicas pra te ajudar a pensar no seu estilo.

  • Você quer mais contato com habitantes da cidade e ter hospedagem gratuita? Escolha entre os sites de troca de casa ou durma no sofá de alguém.
  • Quer dividir um quarto com mais gente e ter a oportunidade de fazer amizade com uma galera de outros países? Vá de hostel.
  • Prefere ter o seu cantinho, mas não se importa muito de perder um tempo com deslocamento? Escolha um hotel afastado do burburinho turístico.
  • Quer ficar na melhor localização e economizar mesmo assim? Apele para os hotéis de grandes redes, como o IBIS.
  • Quer mesmo relaxar na piscina e curtir tudo o que o hotel tem pra oferecer? Vá nos top hotéis da cidade.

Escolhido o tipo de hospedagem que você deseja, vá em busca dos valores médios, tendo sempre o cuidado de pesquisar para o período pretendido, mesmo que você ainda não tenha as datas exatas. Para buscar os preços de hospedagem, use os sites como Hostelworld e Booking. No nosso artigo Como escolher um bom hotel, damos todas as dicas para encontrar um hotel BBB.

Alimentação e água

Você é daqueles que comem qualquer coisa para matar a fome e não atrapalhar o roteiro de viagem ou gosta mesmo é de saborear uma refeição típica e sem pressa com um vinho para acompanhar? Quantas refeições você deseja fazer em restaurante por dia? Sua hospedagem inclui o café da manhã? Pretende carregar pequenos lanches na bolsa para ir comendo ou vai querer parar para uma comidinha de rua de vez em sempre?

Tenha esses itens em mente na hora de definir quanto pretende gastar com alimentação. Uma alternativa para quem valoriza um bom jantar, mas não tem muito dinheiro para esbanjar na viagem, é marcar um ou dois jantares em bons restaurantes e fazer refeições mais econômicas nos outros dias.

Outra coisa que precisamos lembrar é da água! Muita gente esquece que quando estamos viajando nem sempre temos água gratuita para beber e precisamos comprar ao longo do dia. Em alguns países, é seguro e comum consumir água da torneira. Em outros, a água mineral pode sair bem cara. Em Londres, por exemplo, uma garrafinha na entrada da London Eye pode custar mais de R$17,00 (3 libras a R$5,70). Felizmente, dá pra comprar no supermercado por bem menos ou carregar a garrafinha e encher no hotel!

Transporte na cidade

Outro item que pode variar muito dependendo do seu estilo é o custo com transporte dentro da cidade. Pesquise como funciona o transporte público na cidade, quanto custa o táxi e como você pode se deslocar a pé e faça sua escolha. Há cidades em que os táxis são baratos. Em outras, as grandes distâncias e a existência de passes diários e semanais de ônibus ou metrô tornam o transporte público uma boa opção. Por fim, outros lugares permitem que você vá a pé aos principais pontos turísticos, se ficar hospedado numa boa localização.

Entretenimento

Defina quanto pretende gastar com lazer levando em conta as atrações turísticas que pretende visitar. Veja quais são pagas e quais são gratuitas, se há descontos para estudantes ou jovens, se há passaportes com várias das atrações que pretende visitar.

Também pense se você irá a jogos, shows, bares e baladas, pois estes itens normalmente pesam bastante no orçamento (não só em viagens, aliás).

Se você gosta se sair pra curtir a noite, não esqueça de considerar o consumo de bebidas alcoólicas, que podem ser bem caras.

Lembrancinhas e souvenirs

Faça uma lista das pessoas que você realmente deseja presentear e estipule o valor que deseja gastar por pessoa. Presentinhos podem consumir boa parte do orçamento, por isso verifique a real necessidade de presentear todos os amigos.

Souvenirs de viagem também são legais, mas considere comprar aqueles que terão utilidade ou que façam parte de uma coleção. Você certamente não precisa de um chaveiro de cada local que já visitou, mas se tiver uma coleção de pins (broches) ou colherzinhas de chá, separe uma verba para essa finalidade.

Grandes compras

Tem destinos que são conhecidos justamente por serem paraísos de compras, como Miami ou a região dos calçados no sul do Brasil. Se estiver indo para um destino assim, vale a pena separar um orçamento para essa finalidade. Planeje os itens que deseja comprar e estime o valor máximo que está disposto a pagar, comparando com os preços na sua cidade, ou na internet.

Assim, você evita de comprar algo no exterior porque acha que está barato, mas que na hora da conversão pra Real, com taxas do cartão de crédito descobre que era melhor comprar por aqui mesmo.

Emergências

Reserve uma quantia também para lidar com imprevistos. Se seu voo atrasar e você perder o último ônibus que sai do aeroporto, vai precisar pegar um táxi. Se adoecer, pode precisar remarcar um show ou comprar um remédio. O valor dessa reserva é algo bem pessoal, mas minha sugestão é acrescentar pelo menos 10% do orçamento total.

Sites para ajudar a saber quanto custa viajar para o local que você deseja

  • Quanto Custa Viajar: Disparado o mais completo que eu encontrei com relação a custos. Você pode escolher qual seu estilo de viagem, quantos dias vai ficar e o site te dá uma média por dia, já considerando custos com alimentação, hospedagem, transporte e passeios. Além disso, dá pra detalhar como foi feito o cálculo, consultando preço médio de café da manhã, almoço e jantar, valores de entradas para as principais atrações, preços de hotéis, etc. Torça pro seu destino estar lá que boa parte de seu problema estará resolvido.
  • Booking: A melhor oferta de hotéis, te permite pesquisar preços de hospedagem diversas em várias cidades ao redor do mundo.
  • Skyscanner: Excelente para a comparação de preços de passagens aéreas, pois te deixar pesquisar os preços por período. Da até pra escolher um país e ver todas as passagens da sua cidade pra lá.

E você? Conta pra gente como você faz o seu orçamento de viagem!

Como fazer um orçamento de viagem (baixe uma planilha grátis!)

Este artigo foi atualizado pela última vez em:

Renata Marques

Nascida em Minas Gerais, filha de mãe mineira e pai paulista, passou parte da infância no Rio de Janeiro, morou em João Pessoa, fez intercâmbio em Londres e atualmente estuda uma possibilidade de se mudar de São Luís, onde já viveu por quase metade da vida. Mãe desde muito nova, filha desnaturada, esposa esforçada. Apaixonada por viagens e paisagens naturais. Servidora pública, fotógrafa e blogueira e em 2017 fez uma volta ao mundo de 1 ano com a família.

10 comentários em “Como fazer um orçamento de viagem (baixe uma planilha grátis!)

    • janeiro 20, 2016 em 10:35 am
      Permalink

      Obrigada Jeanne!
      Estamos preparando muito mais. Essa série sobre planejamento de viagem está ficando incrível. Apareça sempre por aqui!

      Resposta
  • janeiro 20, 2016 em 9:52 am
    Permalink

    E muita gente pergunta qual o segredo de viajar tanto!

    Aqui está a fórmula “secreta”!!!

    Resposta
    • janeiro 20, 2016 em 10:36 am
      Permalink

      Pura verdade! Eis a fórmula mágica para viajar: reduzir os gastos no dia a dia e se planejar!

      Resposta
  • janeiro 20, 2016 em 12:40 pm
    Permalink

    Muito boas as dicas, tava precisando mesmo =)

    Resposta
    • janeiro 20, 2016 em 1:10 pm
      Permalink

      Que bom que as dicas serão úteis, Irlanilson!
      Volta sempre que vai ter muito mais! 🙂

      Resposta
  • janeiro 20, 2016 em 7:04 pm
    Permalink

    Gostei muito do post, principalmente porque joga uma luz sobre aquela velha conversa de que só viaja quem tem muito dinheiro sobrando. Claro, é preciso ter algum dinheiro para viajar, mas o dinheiro nunca vai “sobrar”. É preciso priorização e disciplina, dessa forma é possível =)

    Resposta
    • janeiro 20, 2016 em 8:51 pm
      Permalink

      É verdade, Tayná. Priorizar é a chave. Não só com finanças, mas com muitos outros aspectos na nossa vida.

      Resposta
  • janeiro 25, 2016 em 5:51 pm
    Permalink

    Ainda tem um fato importante…carteirinha de vacina! Na minha última viagem precisei ir ao posto renovar a dose de uma delas e depois ir até o aeroporto fazer a carteirinha que vale internacionalmente 🙂

    Ótimo post 🙂

    Resposta
    • janeiro 25, 2016 em 7:23 pm
      Permalink

      Oi Bruna, sim!!! A carteirinha também é importantíssima, por ser obrigatória para alguns países. Mas ela é gratuita, então não entra no nosso orçamento de viagem, certo?

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *