Chapada das Mesas – Carolina/MA – O relato da Tayná

Portal da Chapada - Carolina/MA - Chapada das Mesas

A Tayná, uma amiga querida, viajou com o namorado para a Chapada das Mesas e trouxe de presente pra gente um post cheio de informações desse lugar maravilhoso e pouco explorado, devido à distância para se chegar até lá. Neste artigo eles contam a experiência deles na cidade de Carolina. Ficaremos esperando a continuação da viagem. Viaje com eles!

A viagem da Tayná

Em dezembro de 2015 visitei a parte Maranhense da Chapada das Mesas, a partir dos municípios de Carolina e Riachão. Fui em uma excursão saindo de ônibus de São Luís, em uma viagem de 12 horas. Saímos de São Luís aproximadamente às 18:00 da sexta-feira e chegamos na cidade um pouco depois das 07:00 da manhã do sábado.

Paramos direto no Complexo de Pedra Caída, um empreendimento privado que inclui hotel, restaurantes e a infra estrutura necessária para a visitação de diversos atrativos naturais da chapada.

Para visitantes de outros estados, e que não vem a São Luís, uma boa alternativa é voar até Imperatriz-MA e pegar apenas 2 horas de estrada até a cidade de Carolina.

Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná
Carolina – Entrada do Complexo Pedra Caída

O Complexo Pedra Caída – Carolina/MA

Para ter acesso ao complexo é necessário se hospedar ou pagar um day-use, que estava custando R$50,00 até maio/2016. Esse passe dá acesso às piscinas, bares e restaurantes do complexo. Idosos acima de 60 anos e estudantes pagam meia entrada e há preços diferenciados em dias úteis. Nossa excursão já incluía esse passe, então não precisamos pagar na hora.

Ao entrar, cada um dos visitantes recebe uma pulseira que serve de comanda. Todo o consumo e passeios (pagos à parte) realizados dentro do complexo são registrados nessa pulseira e o pagamento é feito no final.

Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná
Complexo Pedra caída

Os passeios saem do ponto central do complexo, em grupo, em horários definidos. É interessante conversar com um dos guias e escolher os passeios e horários que melhor se encaixam no seu perfil. Escolhemos fazer o circuito Caverna/Capelão pela manhã, e após o almoço visitar a Cachoeira do Santuário. Infelizmente, para todos os pontos há a exigência da visita com guia, mesmo naqueles cuja trilha é leve/moderada.

Visita às Cachoeiras Caverna e Capelão

No ponto central do complexo pegamos um carro que nos levou até um ponto próximo à cachoeira da caverna. A partir desse ponto fizemos uma leve caminhada até o acesso. É possível deixar os pertences no veículo. Sandálias e chapéu podem ficar em um ponto de apoio improvisado mais próximo à cachoeira. Antes de chegar à cachoeira do Capelão, passamos por uma caverna com morcegos, que dá nome ao lugar.

Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná
Caverna

Após algum tempo de banho voltamos ao veículo para seguir para a cachoeira do capelão. Da mesma forma, paramos em um ponto e caminhamos um pouco, no entanto, dessa vez havia uma descida íngreme que pode ser um impedimento para quem tem dificuldade de locomoção. A cachoeira do capelão tem um visual bem diferente das demais, com um poço bastante fundo e azulado.

Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná
Cachoeira Capelão
Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná
Cachoeira do capelão

Depois de algum tempo curtindo a cachoeira, retornamos ao centro do complexo. Escolhi o restaurante self-service para almoçar, o preço do quilo não era nada fora do normal. Há diversas opções de bebidas e sobremesas. Após o almoço, relaxei um pouco na piscina, que conta com bar molhado e uma vista incrível da chapada.

Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná

Visita à Cachoeira Santuário

Havíamos deixado agendado nosso passeio para a Cachoeira do Santuário e, no horário marcado, nos dirigimos ao ponto de encontro com o grupo e guia. Nessa trilha há escadas e alguns trechos que exigem atenção, mas o caminho é todo feito a pé. Dependendo do período do ano, se passa por dentro da água durante o trajeto, mas não foi o nosso caso.

Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná
Trilha Santuário

Após descer as escadas, logo no início da trilha, nos deparamos com um paredão belíssimo, com água cristalina escorrendo e uma vegetação verdinha. O paredão acompanha a trilha até a chegada ao Santuário.
Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná

Ao fim da trilha, que por si só já é uma atração, há uma abertura do lado direito do paredão, que dá acesso ao Santuário propriamente dito. É como uma pequena piscina circular, cercada de um paredão de rocha por todos os lados, com a queda d’água vindo da abertura lá em cima. A sensação é de realmente estar dentro de um santuário: você se sente pequeno e grande ao mesmo tempo!

Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná
Santuário – É mais bonito do que parece, eu juro!

Após algum tempo livre para banho e contemplação, retornamos ao centro do complexo. Descansamos um pouco e fechamos nossa conta utilizando as pulseiras. Cartões de crédito e débito são aceitos.

(Obs: Meu namorado ainda desceu a tirolesa. Há um bondinho que leva os visitantes ao ponto de descida, mas ele estava quebrado. Como ele queria muito ir, subiu a pé mesmo. )

O fim da visita

Voltamos ao ônibus para seguir viagem rumo ao centro da cidade de Carolina, onde passaríamos a noite. Sairíamos para visitar Riachão somente no dia seguinte. No meio do caminho até Carolina, houve uma parada para visitar o Portal da Chapada. O ônibus para bem próximo à estrada e de lá seguimos numa trilha curta, porém bem íngreme e de areia. Pessoas com dificuldade de locomoção não devem arriscar. Fora essas casos, a vista compensa, e muito!

Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná

Seguimos para a parte mais central do município de Carolina, que conta com uma infra estrutura limitada, apesar do enorme potencial turístico. Ficamos na Pousada do Lajes, que é muito agradável e eu recomendo  Saímos à noite para jantar na pracinha central da cidade. Tudo simples, mas comemos uma pizza bem gostosa. Voltamos para a pousada para descansar para curtir o dia seguinte em Riachão.

Curtiu? Dá uma olha no vídeo da nossa viagem!

Valores dos passeios opcionais do Complexo Pedra Caída

(atualizados em maio/2016):

  • Cachoeira do Santuário – R$ 25,00
  • Cachoeiras Caverna e Capelão – R$ 40,00
  • Cachoeiras Garrote e Porteira – R$ 40,00
  • Cachoeira Pedra Furada – R$ 25,00
  • Teleférico – R$ 50,00*
  • Tirolesa 1200mts – R$ 70,00*
  • Tirolesa 1400mts – R$ 80,00*
  • Subida à Capela da Serra – R$ 20,00
  • Subida a Pirâmide Mística – R$ 25,00
  • Mountain Bike – R$ 45,00*
  • Trekking – R$ 35,00*

* Não se aplica meia entrada

Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná

Nota do editor: Este NÃO é um post patrocinado. A excursão na qual a Tayná viajou foi organizada pela SLZMA Viagens. Apesar de também ser adepta de viajar por conta própria, a Tayná gosta e recomenda muito o serviço deles, já que a logística até Carolina não é tão simples devido à distância. Você pode entrar em contato pelo Facebook ou Instagram deles ou diretamente pelo telefone/whatsapp (98) 98123-8594.

Chapada das Mesas - Carolina/MA - O relato da Tayná

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *