Enfim, começando…

Esse post marca o início do Inda Vou Lá, em fevereiro de 2009. Como todo bom novo blog começa com uma básica apresentação e um dia isto aqui se tornará um bom blog, contarei uma historinha…

“Era uma vez uma conta do google, alguém que escreve melhor do que fala e ama viajar.

Certo dia, pesquisando sobre cursos de mergulho, bate uma incrível vontade de criar um blog para contar as aventuras do mundo submarino.

Entretanto, o curso passa novamente para a lista das “Coisas que farei um dia” e junto com ele, vai um outro item: “Criar um blog para falar de coisas que gosto”.

Algum tempo depois, um desafio: planejar o carnaval. Afinal, morando agora num lugar onde é possível (com poucas horas de viagem) estar em lugares paradisíacos e tendo um ninja preto na garagem fica tudo mais fácil.

Algumas googleadas e cliques depois, a mente tem algumas idéias e o notepad algumas anotações. E o impulso surge novamente: um blog registraria isso bem melhor.

Surge então mais um desafio: todo blog exige um nome interessante. E criatividade é algo que passa longe. Principalmente, quando todas as URLs que passam pela mente já estão registrados.

Mais uma vez Iniciar > Executar > notepad > Enter e uma lista vai surgindo.

Muitas linhas depois no gtalk, “Ainda vou lá” vira “Inda vou lá”. “

E eis-me aqui escrevendo o primeiro post! Que venham muitas aventuras, vamos lá.

Enfim, começando...

Renata Marques

Nascida em Minas Gerais, filha de mãe mineira e pai paulista, passou parte da infância no Rio de Janeiro, morou em João Pessoa, fez intercâmbio em Londres e atualmente estuda uma possibilidade de se mudar de São Luís, onde já viveu por quase metade da vida. Mãe desde muito nova, filha desnaturada, esposa esforçada. Apaixonada por viagens e paisagens naturais. Servidora pública, fotógrafa e blogueira e em 2017 fez uma volta ao mundo de 1 ano com a família.

Um comentário em “Enfim, começando…

  • fevereiro 7, 2009 em 2:24 pm
    Permalink

    Mea culpa a tirada do “A”
    ‘Inda vou lá’ fica mais maranhense 😀
    Não é pra esquecer as raízes e os amigos daqui.
    Sucesso, Re. Na vida, nas viagens, mergulhos e no blog 😉

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *