Pôr-do-sol na Praia do Jacaré – Cabedelo/PB

Olá pessoal.
Desde ontem aqui na capital paraibana só chove. Já são quase 24h sem cessar.
Trancada dentro de casa e pensando no sol que teima em não aparecer, lembrei de contar pra vocês, sobre o famosíssimo Pôr-do-Sol na praia do jacaré.
Pra quem não conhece, vou contar um pouquinho.
Em primeiro lugar, a Praia do Jacaré, apesar do nome, não é praia. É um rio. Outra coisa, fica na cidade vizinha, Cabedelo. Mas na prática, vc quase não percebe que mudou de cidade. É bem próximo.

O que tem lá?

Um por-do-sol indiscritível, com um fundo musical do Bolero de Ravel, tocado pelo já lendário Jurandy do Sax, de dentro de uma canoa. Barzinhos à beira-rio, pra acompanhar uma caipirinha (ou uma cervejinha, pra quem prefere), uma carne de sol bem gostosa.
Gosto de ficar no Bombordo bar e restaurante (é o último). Lá, antes do Jurandy entrar em cena, há sempre uma banda tocando (forró, em geral). Após o Jurandy, entra em cena Isabelle Soares, no violino. O espetáculo é completo!

Pôr-do-sol na Praia do Jacaré - Cabedelo/PB

Não dê bobeira

  • Lembra que a Paraíba é o lugar “onde o sol nasce primeiro”? Pois é. Se põe primeiro também. O sol se põe no máximo 17:30.
  • O “evento” começa por volta das 17h, mas o ideal é chegar às 16h pra conseguir uma mesa. 15h30 se você quiser um excelente lugar.
A querida Sílvia Oliveira falou mais um pouquinho sobre o Jurandy do Sax lá no Matraqueando!

Pôr-do-sol na Praia do Jacaré - Cabedelo/PB

Este artigo foi atualizado pela última vez em:

Renata Marques

Nascida em Minas Gerais, filha de mãe mineira e pai paulista, passou parte da infância no Rio de Janeiro, morou em João Pessoa, fez intercâmbio em Londres e atualmente estuda uma possibilidade de se mudar de São Luís, onde já viveu por quase metade da vida. Mãe desde muito nova, filha desnaturada, esposa esforçada. Apaixonada por viagens e paisagens naturais. Servidora pública, fotógrafa e blogueira e em 2017 fez uma volta ao mundo de 1 ano com a família.

6 comentários em “Pôr-do-sol na Praia do Jacaré – Cabedelo/PB

  • maio 24, 2009 em 1:08 am
    Permalink

    Ai ai… esse lugar é perfeitamente romântico, majestoso e delicioso! =)))
    Queria ser garçom para apreciar essa maravilha todos os dias!
    Muito bom! 😉

    Resposta
  • maio 26, 2009 em 5:30 pm
    Permalink

    A-d-o-r-o!!! Estive em João Pessoa há mais de 15 anos… e não vi esse por do sol! Tenho que voltar o mais breve possível! Bjs!

    Resposta
  • junho 3, 2009 em 10:43 am
    Permalink

    Oi…….
    Vergonhoso.. mas so descobri seu blog hj..
    Mas bem, antes tarde do que nunca..
    Adorei..
    Passarei aqui mais vezes..
    Bjo Grande!!
    =)

    Resposta
  • junho 29, 2009 em 6:15 pm
    Permalink

    Oi Rê! Hoje falei do Jurandy lá no Matraqueando. É que dia 04/07, neste sábado, ele inaugura um camarim especial para atender os fãs e vender souvenirs. Fiz um link no blog chamando o pessoal para o Inda Vou Lá, com sua dicas preciosas sobre a Paraíba! Bjs!

    Resposta
  • janeiro 28, 2011 em 11:43 pm
    Permalink

    Estive em João Pessoa semana passada e fui na praia do jacaré, mas o tempo estava super nublado, só pude apreciar o bolero de Ravel ao lado do meu amado, foi maravilhoso. Quero voltar para ver o espetáculo completo. bjs.

    Resposta
  • novembro 18, 2011 em 1:40 am
    Permalink

    Olá

    Ao contrário do que gostariam os paraibanos, o sol não nasce primeiro em João Pessoa. Quem acha que ele nasce primeiro ali é por desconhecimento dos movimentos do sol e do planeta, o que é compreensível, mas a insistência no erro por parte de muita gente (sempre leigos) não é compreensível. O fato da cidade estar localizada no ponto mais oriental das Américas não tem nada a ver com o nascimento do sol em primeiro lugar. Isto está bem demonstrado em

    http://escalonamento.tripod.com/ondeosolnasce

    e, como vemos, não há um único lugar no continente onde o sol nasce primeiro. Portanto, dizer que o sol nasce primeiro em João Pessoa apenas demonstra desconhecimento e propaganda falsa e enganosa, o que não soma para o povo. A cidade tem muitos atrativos e não precisa de propaganda enganosa.

    Apesar de ser um assunto cientifico extremamente complexo por conta dos movimentos dos astros e de suas equações, simplesmente com o punho da mão e poucas palavras faço qualquer um entender perfeitamente como funciona a questão.

    Este artigo sobre onde o sol nasce foi publicado no jornal O Norte (João Pessoa, PB) em 22/12/99 e 07/01/00 e na internet no ano 2000 no site Aondevamos (que está fora do ar).

    Outras análises científicas sobre a cidade estão em

    http://escalonamento.tripod.com

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *