Presidente Figueiredo – Caverna Refúgio do Maroaga

Em Presidente Figueiredo, o paraíso das cachoeiras mais próximo de Manaus, fica a Caverna Refúgio do Maroaga, localizada dentro de uma reserva ambiental. O passeio junta trilhas, cachoeiras e grutas e só é feito com acompanhamento de guias credenciados. O lugar é tão lindo e encantador, que foi escolhido por mim para ser o cenário do meu primeiro ensaio fotográfico com o meu noivo. Quer saber um pouco mais dessa beleza? A gente te conta aqui.

Acesso a Caverna Refúgio do Maroaga

O acesso a este paraíso é feito pelo Km 7 da AM-240, estrada para Balbina. Para visitar a caverna você precisa contratar um guia, e pode fazer isso tanto no centro de atendimento ao turista de Presidente Figueiredo, quanto diretamente na entrada da trilha. Nós optamos por contratar nosso guia no centro turístico para ter certeza que íamos conseguir conciliar com o nosso horário. O passeio custa R$100 reais para um grupo de até 5 pessoas.

Sobre o passeio

O passeio começa com uma trilha em mata fechada, de pouca dificuldade. Após 30 minutos de caminhada, chegamos a Caverna da Maroaga, mas antes disso já escutamos o barulho da queda d’agua. Esta é a primeira parada do passeio. O guia permite que o grupo fique e aproveite pelo tempo que quiser. Nós tivemos a sorte de contratar um guia divertido e atencioso que recheou nosso passeio com histórias e informações curiosas a respeito do local.

Neste ponto, podemos apreciar uma queda d’agua geladinha e maravilhosa, apelidada de véu de noiva por conta da sua aparência. A água cai em cima de uma pedra que fica de frente para a entrada da caverna.

Entrada da caverna do Maroaga
Véu de Noiva

A caverna tem muitos quilômetros de extensão e diversas galerias, e com o guia temos autorização para explorar cerca de 15 metros dela. O interior da caverna é super escuro, mas com o passar do tempo nossos olhos vão se adaptando e conseguimos enxergar alguns detalhes do interior da caverna. O que me incomodou um pouco la dentro foi a quantidade enorme de morcegos (sim, eu sou bem medrosa).

Maroaga
Vista de dentro da caverna
Dentro da Caverna
Dentro da Caverna

Após aproveitar a queda d’água e fazer bastante fotos, seguimos então para a Gruta da Judeia. Para chegar lá, damos a volta por fora da caverna, encaramos cerca de 10 minutos de uma trilha super leve e somos presenteados por uma paisagem maravilhosa. Na gruta, uma queda d’agua forma uma pequena lagoa, de pouca profundidade, não é possível mergulhar por exemplo. Mas dá pra sentar, molhar a cabeça e contemplar a natureza maravilhosa.

gruta-da-judeia
Em pé, a água bate nas pernas na gruta da Judéia
gruta-da-judeia
Fiquei com medo de ir pra parte escura, sou dessas

O que achamos?

Uma das coisas mais legais desse passeio é a privacidade. Por ser um local que requer a presença de guias, não costuma ser muito movimentado e pra quem não gosta de muita gente isso é um ponto positivo. Inclusive, só conseguimos fazer as nossas fotos porque não tinha ninguém além da gente por ali. Em contrapartida, achei chato deixar o guia esperando a gente por tanto tempo. Ainda bem que o nosso guia era super participativo e divertido, nos contou muitas histórias, sugeriu alguns locais para tirarmos fotos e nos deixou bem a vontade.

A melhor época para conhecer a cachoeira é na cheia, que ocorre entre janeiro e junho. Se chover durante o passeio não tem problema, a floresta é bem fechada e você vai sentir poucos pingos, mas quem vai pra cachoeira é pra se molhar mesmo né?

Durante a caminhada na floresta também é possível observar alguns animais um pouquinho diferentes (como o galo da serra), e nosso guia fez questão de explicar pra gente tudo que ele sabia sobre cada um. Nos mostrou as trilhas dos bichos, marcas no chão e nas árvores e ajudou a nossa experiência ser bem mais agradável.

E você, tá esperando o que pra conhecer esse lugar?

Obs.: Todas as fotos deste post foram feitos pela Thais e pelo Tom. Se você gostou do trabalho deles, pode ver mais nos sites que eles dedicam à fotografia

Carmina Nascimento

Engenheira eletricista e apaixonada por livros. Nascida e criada em Manaus, morei um ano em Londres participando do programa de intercâmbio Ciência sem Fronteiras. Em 2016 realizei um dos meus maiores objetivos relacionados a viagem, o destination wedding.

4 comentários em “Presidente Figueiredo – Caverna Refúgio do Maroaga

  • outubro 18, 2016 em 1:21 pm
    Permalink

    Seus lindos! Quando eu for aí, quero conhecer esse lugar!

    Resposta
    • outubro 25, 2016 em 11:22 am
      Permalink

      Quando vocês vierem a gente faz um passeio bem legal pelo interior. E se vierem com tempo a gente vai pro Caribe de carro! =)

      Resposta
  • fevereiro 15, 2017 em 9:46 pm
    Permalink

    Olá, tudo bem?
    Adorei o relato de vocês e achei bastante informativo!
    Gostaria muito de visitar essa cachoeira e em especial ver o galo da serra. vocês puderam vê-lo com facilidade?

    Resposta
    • março 2, 2017 em 12:53 pm
      Permalink

      Oi Carolina,

      Muito obrigada pelo comentário! No dia que fomos choveu bastante tanto em Manaus quanto em Presidente Figueiredo e nós não vimos o Galo da Serra. Mas amigos que foram outros dias me disseram que viram com muita facilidade!

      Um abraço.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *