Seguro Viagem do Cartão de Crédito: Funciona? Minha experiência

Uma pergunta que pode valer alguns milhares de reais e paz no coração: vale a pena o seguro viagem do cartão de crédito? Fica aqui comigo que eu vou te contar a minha experiência e como eu faço hoje em dia com seguro viagem.

Era meados de janeiro de 2017 e estávamos na Nova Zelândia, um dos países mais caros que passamos nessa viagem. Menos de dois meses do início da nossa jornada de volta ao mundo e manchas vermelhas e pequenas bolhas apareceram pelo corpo da nossa pandinha aos 14 anos de idade. Suspeitamos que poderia ser catapora. Ficamos receosos e resolvemos acionar o seguro do cartão de crédito.

Família Panda Brasil no Mount Cook – Nova Zelândia
Leia aqui tudo o que já escrevemos sobre a Nova Zelândia

Como acionar o seguro do cartão de crédito

  • Ligar no telefone indicado na apólice do seu seguro
  • Passar as informações básicas: nome, contato, endereço da hospedagem
  • É urgente? Não espere, vá ao hospital mais próximo e peça reembolso
  • Não é urgente? Aguarde o atendente indicar uma clínica conveniada (Não tem garantia que você não precisará pagar e ser reembolsado)
  • Guarde os recibos, notas fiscais, receitas e laudo médico (dica: fotografe logo toda essa documentação)

Conselho: deixe salvo e de fácil acesso no seu celular as formas de contato com o seguro viagem contratado.

Ligamos para a seguradora via skype para o número que constava em nossa apólice do seguro. Uma outra maneira de contato é através de e-mail mas não sei qual é a velocidade da informação.

Contatos do seguro viagem do cartão de crédito visa.

Na ligação, o atendente faz as perguntas básicas tais como nome, número da apólice, endereço atual e as necessidades. A seguradora pode fazer algumas perguntas extras como solicitar os dados da sua passagem aérea e o extrato do cartão para comprovar o pagamento da passagem aérea.

Eles perguntam se a situação é muito grave para encaminhar para o hospital mais próximo ou se é possível aguardar e verificar a possibilidade de uma clínica conveniada.

Sendo muito grave, não espere pela seguradora, apenas vá ao hospital mais próximo, pague a conta e solicite o reembolso depois.

Se o seu caso não é emergência, aguarde o atendente informar as opções das clínicas e hospitais. No nosso caso, eles informaram a clínica mais próxima do local onde estávamos hospedados e disseram que a clínica não era conveniada, ou seja, teríamos que pagar e depois pedir o reembolso.

Experiência com o seguro viagem do cartão de crédito

Depois de algumas horas ao telefone, a seguradora do cartão de crédito nos ligou de volta e informou o endereço da clínica Henderson Medical Center. Chegando a clínica, o atendimento não demorou a acontecer. Fizemos o cadastro inicial e o pagamento no valor de 85 dólares neozelandeses (aproximadamente 220 reais).

O médico confirmou a suspeita de catapora, nos deu as recomendações e nos passou a receita médica.

  • Documentos para reembolso das despesas médicas

De certo modo, nossa experiência foi tranquila com o seguro do cartão de crédito, mas quero relatar os itens que você precisa avaliar se estará confortável em caso de necessidade do seguro viagem.

Pontos negativos do seguro viagem do cartão de crédito:

  • Dificuldade em entrar em contato com a seguradora estando num país estrangeiro. Nem todo mundo que viaja tem uma linha disponível para fazer ligação. Uma alternativa seria pedir apoio para algum familiar ou amigo via whatsapp e esse amigo ligar para a seguradora do Brasil.
  • Pagamento através de reembolso. De certo modo tivemos sorte nesse quesito, mas se fosse necessário uma internação e exames médicos, poderíamos não ter tido saldo suficiente para arcar com todos os custos hospitalares.
  • Demora no reembolso. Fomos reembolsados depois de 6 meses da consulta médica. A promessa de reembolso é de até 30 dias. Ainda bem que nosso valor desembolsado não foi alto, caso contrário, poderia ter prejudicado nosso orçamento doméstico.

A consulta médica foi no dia 17 de janeiro. No dia 21 (fig. 01) eu enviei toda a documentação solicitada pela seguradora. Mensalmente (fig. 02) eu enviava um e-mail cobrando uma resposta do reembolso. No dia 27/06 (fig. 03) recebi o e-mail de “notificação de aprovação”. 30 dias depois finalmente recebemos o reembolso do seguro (fig. 04).

  • Troca de emails com a seguradora do cartão de crédito Visa

Qual seguro viagem escolher?

Somos viajantes frequentes e compramos a passagem no cartão de crédito. Mas, depois das 4 experiências que tivemos em 4 países com nossa pandinha, resolvemos não viajar mais apenas com o seguro do cartão de crédito.

Sempre viajamos com dois seguros: o gratuito oferecido pelo cartão de crédito e um seguro que compramos no site da Seguros Promo.

A Seguros Promo oferece planos a partir de 10 reais por dia de viagem e possui os planos com melhores custo-benefício que atualmente conhecemos no mercado. Muitos amigos já precisaram utilizar e, quem precisou usar, diz que não tiveram problemas em acionar o seguro.

Acesse aqui o seu cupom de desconto para Seguro Viagem

Quais as principais diferenças entre os seguros do cartão e seguros das assistências de viagem

A diferença são de alguns serviços e produtos. Os seguros de viagem especializados em viagens possuem maiores coberturas e planos com vários limites diferentes. O seguro do cartão de crédito possui maiores limitações e não está disponível em todas as categorias.

Antes de mais nada, verifique se você tem direito ao seguro de viagem do seu cartão de crédito Visa ou Master. Geralmente os cartões da categoria Platinum, Black e Infinite possuem o seguro de forma gratuita desde que você tenha comprado a passagem aérea totalmente no cartão ou as taxas de embarque caso você tenha emitido a passagem por milhas aéreas.

Os cartões Visa oferecem seguro para despesas médicas, odontológicas, regresso sanitário e translado de corpo na categoria platinum. Nas empresas especialistas em seguros, além dos itens mencionados, as empresas oferecem outros serviços, como por exemplo um valor por demora no atraso de entrega de bagagem, em caso de mala extraviada, atraso no voo, dentre outros serviços.

O ideal é sempre comparar e observar se os serviços oferecidos pelas seguradoras atendem às suas necessidades.

Observe na tabela abaixo uma comparação dos principais serviços entre o cartão de crédito e o assistente de viagem:

Serviços Cartão de CréditoSeguro Viagem
Despesas Médicas e
Hospitalares
SimSim
Despesas OdontológicasSimSim
Regresso SanitárioSimSim
Translado de CorpoSimSim
Seguro de Bagagem
Extraviada
TalvezSim
Atraso de Bagagem
(apenas para voos de ida)
TalvezSim
Assistência Emergencial
Via Aplicativo (Aplicativo
ou Whatsapp
NãoSim
Outros auxílios e serviçosNãoSim

Dicas extras sobre seguro viagem

NUNCA. Nunca viaje sem seguro viagem. Não conte com a sorte. Confesso que você não vai precisar de um seguro 99% das vezes, mas esse 1%.. ah, esse 1% é perigoso. Pode ser um barato que vai sair muito caro. Veja os casos recentes dos brasileiros que vieram a óbito no Chile em 2018. A família no Brasil estava fazendo vaquinha online para trazer os corpos de volta para casa.

Mande a apólice do seu seguro viagem para o seu familiar mais próximo. Em caso de necessidade, sua família poderá acionar e ter uma ajuda da seguradora para saber como resolver os problemas. Aprendi isso depois que 6 membros das mesma família morreram ao mesmo tempo durante uma viagem para o Chile e a família no Brasil não tinha essa informação para ajudar os falecidos. Os custos para resolver esse tipo de situação são altíssimos.

Conclusão: Seguro do Cartão de Crédito ou Seguro de uma Assistente de Viagem?

Já falei e vou voltar a repetir. NÃO FAÇA UMA VIAGEM SEM SEGURO VIAGEM.

Se você quer fazer essa “economia”, utilize o seguro do cartão.

Se você quer conforto pra você e para a sua família, viaje com os dois seguros.

Além de economizar mais de 3 mil dólares em atendimentos médicos com minha pandinha nessa viagem em 2017, já ganhei mais 400 dólares por atraso de bagagem em outra viagem.

Ou seja, o que eu já “ganhei” não gastando todas essas despesas médicas já é o suficiente para pagar muitos seguros para as minhas próximas viagens.

Agora conta pra gente a sua experiência? Como você gosta de fazer em relação a seguros? Você deixa a apólice com algum familiar que não vai na sua viagem? Deixe aqui seu relato e ajude outros viajantes.

Abraço do Panda e até a próxima.

José Panda

Engenheiro "elétrico" nascido, criado e estudado em São Luís do Maranhão. Apaixonado por família, viagens, fotografia, esportes e finanças pessoais. Deu a primeira volta ao mundo em 2017 de avião em 365 dias e planeja a próxima volta ao mundo em 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *