Primeira vez na Europa: guia completo para uma viagem tranquila!

primeira vez na europa

Você esperou muito por esse momento: a primeira vez na Europa! Agora é hora de realizar esse sonho e muitas dúvidas aparecem – chega a bater o desespero. “Será que vou dar conta de organizar tudo? E se eu esquecer algo importante? O que eu reservo agora?”. Siga as dicas desse guia e fique tranquilo! Com um pouquinho de organização, vai dar tudo certo!

Roteiro para a primeira vez na Europa

Muita calma nessa hora! É normal que vocês queiram visitar todos os lugares possíveis nessa primeira viagem e fiquem com a sensação de que estão “perdendo” muita coisa. É impossível conhecer toda a Europa ou uma cidade em uma viagem só.

Priorize atrações de forma que o seu tempo seja otimizado e você explorem os destinos, mas sem fazer uma maratona! Coloque as atrações num mapa e veja quais estão próximas uma da outra, na hora de montar o roteiro.

Queria muito ir conhecer um local, mas ele fica muito afastado? Repense se vale a pena o tempo de deslocamento perdido – ou se é melhor aproveitar melhor a região mais próxima.

Primeira vez na Europa: guia completo para uma viagem tranquila!

Imigração na Europa

A imigração na Europa é mais simples do que parece!

Cidadãos brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência de até 90 dias nos países-membros do Acordo Schengen (Portugal, França, Espanha, Itália e outros 21 países). Esse Acordo garante a livre circulação entre os países membros, não passando por controle de fronteiras novamente. A imigração é sempre feita no primeiro país do espaço Schengen.

Para adentrar esse espaço, alguns documentos são obrigatórios (embora não sejam solicitados a todos os turistas). Outros podem ser solicitados pelo oficial de imigração e por isso recomendamos que também estejam impressos e acessíveis.

Vocês não precisam ter medo da imigração. Geralmente o que se ouve de notícias ruins pela mídia são casos de pessoas que tentaram ir para viver ilegalmente no país – ou forneceram informações que fizeram a polícia acreditar nisso.

Primeira vez na Europa: guia completo para uma viagem tranquila!
Passaporte, seu documento principal na Europa

DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS:

  • Passaporte, com validade superior a 3 meses;
  • Passagem de saída da Europa, preferencialmente volta ao Brasil;
  • Comprovante de hospedagem (ou carta convite se for ficar na casa de familiares ou amigos);
  • Seguro Saúde com cobertura mínima de 30.000 euros;
  • Euros e extrato simples de cartão de crédito, que demonstre que você pode se manter durante a sua estadia.

DOCUMENTOS RECOMENDADOS:

  • Passagens de deslocamento entre as cidades que irá visitar;
  • Tickets de atrações que tenha comprado antecipadamente.

Procure pela fila correspondente a cidadãos não europeus e quando chegar a sua vez fique tranquilo e responda às perguntas do oficial. Seja verdadeiro e nunca caia em contradição. Só apresente documentos se for solicitado.

Locomoção na Europa

As viagens entre países que fazem parte do Acordo Schengen são tratadas como viagens domésticas, não havendo imigração. Por outro lado, se você cruzar a fronteira para países que não fazem parte do acordo (como o Reino Unido), você fará nova imigração – independentemente do meio de transporte utilizado.

Voos na Europa

Voos na Europa em geral são curtos – com duração média de 2h. Ao pegar um voo, programe-se para estar com 2h de antecedência no aeroporto. Isso porque, mesmo sendo considerados voos domésticos, muitos aeroportos são enormes e se perder é fácil! Além disso, a fila de checagem de segurança pode ser grande. Diferentemente do Brasil, não há o costume de a companhia aérea chamar aqueles passageiros de voos próximos para furar a fila.

Se estiver voando de companhias low-cost, como a Ryanair e Easyjet, verifique atentamente as regras de bagagem, check in antecipado e outros. Essas empresas costumam usar qualquer passo fora da linha para cobrar taxa extra.

Primeira vez na Europa: guia completo para uma viagem tranquila!

Viagens de trem na Europa

Se essa é sua primeira vez na Europa, é provável que queira muito viajar de trem. Isso é absolutamente compreensível, pois os trens são, muitas vezes, prático e confortável. Normalmente as estações de trem são bem centrais – diferentemente dos aeroportos.

Na maior parte dos trechos não é necessário fazer check in. É só chegar e embarcar. Alguns tickets, no entanto, exigem que seja feita uma validação antes de embarcar.

Os trens são o meio de transporte mais europeu, mas infelizmente muitas vezes caro para nós brasileiros. Além disso, os não são muito aconselhados para longas distâncias (exceto se forem de alta velocidade).

Bons trechos (não tão caros) para se viajar de trem são: Paris-Londres, Londres-Amsterdã, Bruxelas-Amsterdã, além dos trens internos na Itália e Portugal.

E o metrô?

Vale a pena ir de ônibus entre os países da Europa?

Existem vários trechos na Europa em que o trajeto de ônibus é possível e viável. De Amsterdã a Bruxelas, por exemplo, são apenas 3 horas de viagem. Além disso, existem muitas empresas com preços super em conta! Por exemplo, eu já comprei passagem, numa promoção da Flixbus, de Londres a Paris por menos de 1 libra.

A desvantagem? Os ônibus não são tão confortáveis quanto no Brasil e as viagens são longas. De Lisboa a Madri são mais de 8 horas de viagem. De Londres a Paris mais de 9h.

Moeda e Câmbio

A moeda oficial em grande parte da Europa é o Euro (€), em Londres é a Libra Esterlina (£). Sempre verifique o país que irá visitar. Não leve Reais para trocar lá. Se por alguma razão não tiver como levar euros, leve dólar!

Para usar seu cartão de crédito ou débito no exterior, é necessário que ele seja internacional e esteja habilitado pelo seu banco para o uso em outro país. Mesmo comprando na moeda local, os lançamentos no cartão podem vir em dólar. Além disso, saiba que transações internacionais são taxadas em 6,38% de IOF no Brasil.

Você também pode efetuar saque de euros direto do seu cartão de crédito nos caixas eletrônicos da Europa. Verifique a bandeirinha atrás do seu cartão para identificar o caixa onde será aceito. Ao efetuar um saque do cartão de crédito, além do IOF, você pagará uma taxa por saque, que varia de acordo com o banco. Se optar por realizar saques, faça em uma grande quantidade de uma vez, para minimizar as taxas.

Primeira vez na Europa: guia completo para uma viagem tranquila!

Segurança na Europa

Embora a Europa seja bastante segura se comparada ao Brasil, é importante tomar alguns cuidados básicos para evitar problemas.

  • Andar com o passaporte é recomendado pelas autoridades, pois ele é o único documento válido no exterior. Deixe uma cópia no hotel, junto a seu RG, para facilicar em caso de perda.
  • Não concentre todo o seu dinheiro e cartões de crédito no mesmo local. Melhor ainda se dividir entre duas pessoas.
  • A opção mais segura é andar com passaporte e dinheiro em uma doleira (bolsinha que fica debaixo da roupa). Deixe na sua carteira somente o que irá gastar no dia.
  • Não se afaste de sua bagagem por nem um minuto, especialmente em estações de trem. Olhar para o lado é suficiente para alguém levá-la.
  • NUNCA deixe carteira, passaporte ou outros objetos de valor no bolso do casaco ou bolso externo de uma mochila.
  • Muito cuidado em locais muito movimentados, como metrôs ou ruas de grande movimento. Se for abordado por alguém para pedir informações ou alguém esbarrar em vocês, cheque imediatamente os pertences.
  • Não deixe bolsa em cadeira nos restaurantes e nem o celular sobre a mesa. Em alguns casos, pessoas se aproximam e podem levar sem que você perceba.

Primeira vez na Europa: guia completo para uma viagem tranquila!

Internet e Celular

    • Na Europa, a internet wifi está presente em praticamente todos os restaurantes. Na maioria dos Mc Donald’s ou Starbucks você não precisa consumir nada para ter acesso ao wifi.
  • Algumas redes de hotéis (como a EasyHotel) podem cobrar adicionalmente pelo acesso à internet.
  • Ao chegar na Europa, seu celular estará em roaming internacional. Se você não fez um plano específico para a viagem, recomendamos fortemente que você não utilize sua operadora do Brasil para ligações ou internet – valores absurdos!
  • Mensagens SMS tem valores mais aceitáveis, mas provavelmente não entrarão em planos de mensagens ilimitadas.
  • Caso deseje ter internet 3G ou 4G no seu celular o tempo todo, existem várias operadoras que prestam o serviço de roaming internacional (funcionando em todos os países da União Europeia). Os preços variam de país para país e de acordo com duração e limite de dados. A média é entre 25 e 50 euros.
  • Caso não encontre loja das operadoras no aeroporto, tente ver em revistarias. O centro da cidade, entretanto, é geralmente o melhor local para comprar seu chip.
  • O aplicativo Whatsapp funciona normalmente no wifi em outros países, mesmo que você esteja sem um chip válido. Mesmo se comprar um chip do país que visitar, você pode permanecer com seu número do Brasil no whatsapp no seu aparelho.
Primeira vez na Europa: guia completo para uma viagem tranquila!
Se não quiser comprar chip, use wifi nos bares e restaurantes
Ainda tem alguma dúvida? Algum medo para sua primeira vez na Europa? Deixe aqui nos comentários que tentamos responder!
Monte sua viagem com nossos parceiros!
➥ Encontre as PASSAGENS aéreas mais baratas
➥ Reserve seu HOTEL com cancelamento gratuito
➥ Encontre o melhor SEGURO VIAGEM e parcele em até 6 vezes sem juros
➥ Compre ingressos e passeios com segurança
➥ Alugue CARRO sem pagar IOF
* Compromisso de transparência: Reservando qualquer serviço através de nossos parceiros, o blog recebe uma pequena comissão. Assim, conseguimos manter o blog no ar e continuamos a compartilhar as melhores experiências com nossos leitores!

Primeira vez na Europa: guia completo para uma viagem tranquila!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *