Como funciona um destination wedding?

O que é um destination wedding?

Destination Weddings tem se tornado muito populares nos últimos anos e aqui no Brasil está começando a cair no gosto dos noivos. Um destination wedding é basicamente um evento onde os noivos escolhem dizer o tão esperado sim longe de casa, convidando seus familiares e amigos para o local dos sonhos. A ideia é transformar o casamento em “mini-ferias” agradáveis com um grupo querido. O clima de festa dura vários dias e é possível criar uma intimidade maior entre os convidados.

Além dos cenários incríveis para o grande dia, uma outra vantagem do destination wedding é que eles costumam ser relativamente mais baratos para os noivos que um casamento tradicional, unindo o casamento e a lua-de-mel. Se o casal ama viajar e valoriza a experiência de conhecer novos lugares o destination wedding é uma opção incrível.

Os destination weddings são menores que um casamento tradicional, tendo em média de 20 a 60 convidados. Em alguns casos, somente os noivos estão presentes. O número de convidados depende muito da localização do evento, que implica diretamente nos gastos. Casamentos no exterior costumam ter um número de convidados menor porque é preciso providenciar passaporte, moeda estrangeira, seguro viagem e além disso, as passagens e hospedagens costumam ser mais caras.

Muitos casais escolhem o destination wedding por considerá-lo uma opção mais empolgante e romântica que o casamento tradicional. Você pode escolher literalmente qualquer lugar do mundo para dizer SIM. O que também atrai os casais é a possibilidade de gastar menos, ganhando mais. Enquanto um casamento em Manaus custa em média R$40.000, eu e meu marido gastamos cerca de R$15.000 casando em Cancún (leia aqui). Claro que um destination wedding pode custar muito mais – ou menos – que isso, dependendo do número de convidados, do local escolhido e dos elementos escolhidos para a festa.

Destination Wedding FAQs

destination wedding

Um Destination Wedding é uma forma empolgante e diferente de começar uma vida a dois, porém por se tratar de algo bem diferente do que somos acostumados, é preciso que haja um planejamento adequado. Procuramos responder as principais dúvidas relacionadas ao tema.

#1 – Onde devemos fazer o nosso destination wedding?

A resposta é simples: onde você quiser! O que caracteriza um destination wedding é que o casal viaja para outra cidade para realizar o casamento. Um dos primeiros lugares que vem a cabeça quando falamos deste assunto é Las Vegas (a Renata casou lá, veja aqui), mas atualmente as praias paradisíacas do Caribe tem se tornado bastante populares para estes eventos, eu por exemplo, casei em Cancún. Mas você pode escolher a cidade onde nasceu, ou de onde sua família veio, um local que ache romântico e por ai vai!

#2 – Quem paga pelo casamento?

Já ouvi boatos de que a família da noiva é responsável pela despesa dos casamentos, mas acredito que isso não se aplique no Brasil, tampouco acho que seja justo. O que vejo normalmente são os noivos pagarem pelo casamento e contarem com a ajuda dos pais para algumas coisas. No destination wedding é a mesma coisa! Mas independente de quem esteja pagando é bom lembrar que os convidados são responsáveis pelas suas próprias despesas com acomodação e passagem.

#3 – Com quanto tempo de antecedência devemos avisar os convidados?

The sooner, the better ou quanto antes melhor. Lembre-se que os convidados precisarão de tempo para agendar férias, ajustar sua vida financeira, comprar passagens e reservar hospedagens. Portanto o ideal é que você avise com no mínimo seis meses de antecedência. Você pode avisá-los assim que tomar sua decisão, para que eles tenham tempo de se programar tranquilamente. Uma ideia bacana é criar um site, onde você pode disponibilizar as mais variadas informações a respeito do casamento, e não precisa ser site pago não! No nosso usamos o tumblr, totalmente gratuito e ficou ótimo (confira aqui). Tenha em mente que a antecedência – e ajuda – dada aos convidados pode ser crucial na participação deles no seu grande dia.

#4 – O que devemos vestir?

Apesar de toda a empolgação com a viagem, continua sendo um casamento. Então a não ser que a noiva especifique que os convidados devem usar trajes diferentes, espera-se que os convidados usem roupa social, ou seja ainda que o casamento seja na praia, evite aparecer de bermuda e chinelo. Lembrem que provavelmente vai haver uma cerimônia religiosa e que é necessário vestir-se adequadamente para tal.

#5 – Como vamos planejar nosso casamento?

Alguns hotéis oferecem uma organizadora de casamentos para quem fecha a cerimônia no local. Dependendo do seu orçamento, você pode contratar um especialista em casamentos na sua cidade natal, na cidade onde será o casamento, uma agência especialista em destination weddings ou resolver tudo por conta própria.

Você também pode contar com os nossos serviços de consultoria, entrando em contato através do blog!

#6 – Nosso casamento vai valer no Brasil?

Você pode validar o casamento civil realizado fora do Brasil quando voltar de viagem, mas isso vai exigir mais planejamento, paciência e pesquisa para lidar com os tramites legais. Eu optei por não fazer o casamento civil no exterior pois fui informada que não poderia acrescentar o nome do meu marido no meu, além disso precisaríamos providenciar exames de sangue e alguns outros documentos, no fim das contas concluí que perderíamos muito tempo de passeio para resolver tudo. Antes de contratar qualquer tipo de cerimônia, pesquise e descubra se os seus interesses serão atendidos.

Principais vantagens do destination wedding

destination wedding

Como qualquer outra coisa na vida, o destination wedding também tem vantagens e desvantagens. Antes de tomar uma decisão tão importante é aconselhável que o casal converse a respeito das sua expectativas em relação ao grande dia e leve em consideração as informações a seguir.

#Vantagem 1 – Planejamento

Apesar de não parecer, o destination wedding é mais simples e tranquilo de planejar que um casamento tradicional. O que acontece é que por conta da distância e possíveis dificuldades de comunicação muitos locais oferecem alguns “pacotes” de casamento criados por cerimonialistas profissionais. Os pacotes contém todos os elementos necessários para uma linda cerimônia e os noivos precisam decidir poucas coisas, normalmente escolher um item em algum catálogo. Se o casal preferir montar todo o casamento do seu jeitinho pode contar com a ajuda de um cerimonialista da região que possa atender as suas necessidades. A grande diferença aqui é não precisar arrancar os cabelos por causa de fornecedor.

#Vantagem 2 – Acessível

Normalmente um destination wedding sai mais em conta ($) que um casamento tradicional. O casal paga pela sua hospedagem no resort, suas passagens e pelo pacote de casamento, e cada convidado é responsável por arcar com suas próprias despesas de  acomodação e passagens. Como os pacotes costumam ser para cerca de 30 pessoas e um casamento tradicional para cerca de 150 a diferença de preços é enorme.

#Vantagem 3 – Tranquilidade

O planejamento de um casamento é muito, mas MUITO estressante, mesmo com muito amor envolvido. Geralmente os familiares e os amigos conseguem criar uma certa tensão no casal. Um destination wedding de certa forma elimina esse problema, porque o casamento “está distante” e limitado a um certo número de pessoas. Além disso, um pacote de casamento é muito conveniente e os noivos não precisam se preocupar com nada, apenas curtir o momento e aproveitar a viagem!

Principais desvantagens do destination wedding

#Desvantagem 1 – Poucas pessoas vão comparecer

A maioria dos destination wedding são para poucas pessoas. E não é que isso seja uma escolha dos noivos, é que realmente é muito difícil conseguir que muitas pessoas viajem juntas ao mesmo tempo. Seja por questões financeiras, de trabalho ou de saúde muitos convidados queridos não vão poder ir. No meu casamento por exemplo, foi muito triste não ter a presença dos meus avós e da minha madrinha. Mas era um sonho que eu queria muito realizar e consegui me desprender. Mas e pra você, será que vale a pena?

#Desvantagem 2 – Trâmites legais

Cada país tem seus requisitos particulares que os noivos precisam atender para que um casamento seja legal. Os noivos devem fazer uma pesquisa super detalhada, e talvez até mesmo contratar um serviço de consultoria para que o casamento tenha validade no Brasil quando voltarem. Caso até o dia do casamento a documentação dos noivos não esteja correta a cerimônia é substituída legal ou religiosa é substituída por uma de efeito simbólico.

#Desvantagem 3 – O peso para os convidados

Se por um lado os noivos economizam no destination wedding, os convidados são quem gastam bastante. Claro que eles tem toda uma viagem para aproveitar, mas eles estão fazendo um esforço danado para viajar por causa dos noivos, ajustando as férias, guardando dinheiro, gastando com passagem e hospedagem e por ai vai. A gente sabe muito bem que ninguém tira férias do dia pra noite, então seja gentil com os seus convidados, ajude-os a planejar a viagem e aceite o fato de que muitos não poderão comparecer no seu grande dia.

Gostou da ideia? Tá empolgado pra fazer o seu? Manda as suas dúvidas pra gente!

Carmina Nascimento

Engenheira eletricista e apaixonada por livros. Nascida e criada em Manaus, morei um ano em Londres participando do programa de intercâmbio Ciência sem Fronteiras. Em 2016 realizei um dos meus maiores objetivos relacionados a viagem, o destination wedding.

3 comentários em “Como funciona um destination wedding?

  • janeiro 17, 2018 em 7:11 am
    Permalink

    Muito bacana a matéria. Levanta bem os aspectos relacionados a fazer um destination wedding. Eu trabalho com fotografia de destination weddings e elopements aqui em Londres, e cada vez vejo mais casais interessados.
    Abraço para vocês

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *