Estamos fazendo algumas modificações em nosso site e alguns links podem apresentar problema. Use nossa busca para encontrar o que procura!

5 dicas para economizar na viagem

Share on telegram
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Real desvalorizado, salários congelados. A economia no país já viu melhores dias. Pra continuar viajando, a gente precisa apertar daqui e de lá. Separamos 5 dicas para economizar na viagem – aplicáveis a praticamente qualquer destino!

Dica#1 – Viaje em época intermediária

Eu sei que você não quer ir para o nordeste em plena época de chuva, nem ir pra uma cidade de esqui fora da temporada de neve. No entanto, você pode se programar para viajar uma semana antes do início da alta temporada ou logo após o seu encerramento.

Quando você viaja um pouquinho antes ou depois, ainda costuma pegar as condições climáticas parecidas, mas valores bem mais baixos. Em Florianópolis, por exemplo, paguei R$50,00 numa hospedagem que custaria R$250,00 na semana seguinte.

5 dicas para economizar na viagem
Não precisa ir pra praia na chuva. Uma semana antes ou depois da temporada já oferece bons preços.

Dica #2 – Procure hospedagens alternativas

Se você quer economizar, considere a opção de se hospedar em quartos compartilhados em hostel ou alugar um quarto de um apartamento pelo Airbnb.

+ Leia também: 20 dicas para quem vai se hospedar em hostel pela primeira vez

Além de economizar com a hospedagem em si, muitas vezes você poderá utilizar cozinha para preparar refeições. Sem contar que em hosteis costuma-se encontrar opções de passeios mais baratos e algumas atividades gratuitas.

5 dicas para economizar na viagem
Cozinha do hostel Motter Home, em Curitiba

Dica#3 – Leve lanchinhos de casa para economizar na viagem

Se você é daqueles que adora uma guloseima ou lanchinho ao longo do dia, leve de casa barrinhas de cereais, amendoins, castanhas, chicletes, chocolates. Claro que você pode e deve experimentar coisas diferentes e deliciosas na sua viagem. No entanto, leve seus próprios lanchinhos (e garrafinha d’ água) especialmente para passeios em locais que tem lanchonetes caras, como aeroportos e museus.

5 dicas para economizar na viagem

Dica#4 – Economize na viagem utilizando o transporte público

Pode até ser que na sua cidade você não se imagine mais pegando um ônibus, mas vou te dizer: dê uma chance pro transporte público em outros lugares.

+ Leia também: Como andar de metrô sem pagar (muito) mico

Pesquise antecipadamente como é o transporte público no seu destino e considere essa possibilidade. Na Europa, por exemplo, o transporte público em grandes cidades é muito eficiente e confortável. Evitando horários de pico, você deve se locomover sem grandes problemas.

5 dicas para economizar na viagem
Transporte público em Londres e em várias cidades do mundo é bastante confortável!

Dica#5 – Pesquise por cupons de desconto

Eu AMO cupons de desconto. Não é a toa que criei um espaço aqui no blog pra eles. Por isso, antes de sair por aí fechando hospedagens, seguro, passeios, sempre pesquise por cupons de desconto!

+ Veja também: Todos os cupons de desconto que temos dos parceiros aqui do blog!

Além disso, procure também por sites de compra coletiva (Groupon, por exemplo) na cidade onde irá visitar. Pode ser que você já tenha cansado das mesmas promoções na sua cidade, mas em outros destinos, pode valer a pena.

5 dicas para economizar na viagem
Vai às compras? Pesquise por cupons de desconto!

Outras dicas para economizar na viagem?

Conta pra gente: Qual outra dica você usa pra economizar nas suas viagens? Responde pra gente nos comentários!

Curtiu nossas dicas?

Dê aquela forcinha ao nosso trabalho!
Ao fazer uma reserva nos sites que indicamos, ganhamos uma pequena comissão que nos incentiva a continuar produzindo tanto conteúdo gratuito e de qualidade. Ah! E você não paga nem um centavinho a mais por isso.

2 respostas

  1. Pra quem vai precisar se deslocar muito durante a viagem, uma ideia é calcular uma previsão dos custos com translados (é possível achar em sites de agências de turismo e/ou empresas de ônibus) e comparar com o aluguel de um carro (incluindo gastos com combustível, estacionamento, pedágios etc). O carro pode sair mais barato e confortável, principalmente se o número de pessoas pra dividir o custo for maior.

    1. Perfeita colocação, Tayná!

      Há muitos lugares em que andar de ônibus nem faz muito sentido. Por exemplo, na Tailandia, o “uber” é tão barato que duas pessoas sai mais em conta do que ir de ônibus.
      A minha questão foi mesmo pra ninguém fechar as portas para o transporte público, porque pode ser uma opção bem vantajosa também em muitos casos. No entanto, o que vemos é que muita gente nem dá a oportunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *