Vulcão Villarrica no Chile – Como é escalar um vulcão ativo?

Escalar o vulcão villarrica é uma daquelas experiências mais incríveis que a gente já teve na vida. Na verdade, incrível é pouco. A experiência é ph%d@stica!

Uma das coisas que mais impressiona os brasileiros que viajam ao Chile são seus vulcões, especialmente os ativos. Não é todo dia que a gente vê ao vivo o que a gente aprende nas aulas de geografia e que parece pertencer a um mundo tão tão distante.

Quando eu soube que era possível escalar um vulcão ativo, minha primeira reação foi não acreditar. A segunda, foi incluir no roteiro a cidade base dos passeios.

Escalar um vulcão já estava em minha bucket list e escalar um que estivesse ativo seria a cereja do bolo! E foi assim que marido, filha e eu fomos até Pucón no Chile, encarar essa aventura única.

Onde fica o vulcão Villarrica?

O vulcão villarrica fica localizado no sul do Chile, próximo à cidade de Pucón. Essa, por sua vez, fica a 780km da capital Santiago. Para chegar, há várias empresas de ônibus que fazem linhas diretas. Também existe a opção de voar pela SkyAirlines ou Latam. Pucón também fica próxima à cidade de Valdívia, uma das maiores do Chile.

Vulcão Villarrica no Chile - Como é escalar um vulcão ativo?
Vulcão Villarica, visto de Pucón

Como é escalar o vulcão Villarrica?

Os equipamentos

Para a subida ao vulcão, é necessário roupa e sapatos apropriados, além de picareta e grampões para auxiliar e prevenir acidentes. Todo o equipamento é fornecido pela agência. Você prova tudo quando contrata o pacote. O equipamento de descida e máscara para fumaça tóxica também é fornecido.

Vulcão Villarrica no Chile - Como é escalar um vulcão ativo?
Equipamentos da agência Sur Explora

Você sobe carregando todo seu equipamento, água e comida em uma mochila que a agência fornece. Durante o trajeto, são feitas muitas paradas, quantas forem necessárias. Pare o mínimo possível, para te dar tempo de completar a subida. Leve dois litros de água e vá bebendo aos poucos. Além disso, lanches práticos e chocolates, para dar energia.

Quanto à roupa, vista roupa confortável e quente, mas que seja fácil de tirar, pois em alguns momentos da subida você chega a sentir calor, mesmo quando a temperatura está baixa.

A subida

A escalada ao vulcão é, preferencialmente, feita através de uma agência. Pessoas experientes em montanhas/neve podem realizar a escalada sem acompanhamento, tendo os equipamentos necessários. No entanto, é correr um risco bem grande. A atividade é relativamente perigosa e somente os guias sabem os melhores caminhos para subir e descer.

O passeio inicia na agência às 6 da manhã. É importante cumprir esse horário, pois existe um horário limite para atingir o cume. Se você não chegar até esse horário, vai ter que descer sem chegar ao topo. Isso porque na parte da tarde existem mais riscos de demoronamento devido à temperatura.

Vulcão Villarrica no Chile - Como é escalar um vulcão ativo?
Teleférico para subir um pequeno trecho do vulcão – não está incluso nos passeios!

A subida é feita parte em terra, parte em neve. Há um teleférico no começo que leva até um certo ponto. Leve dinheiro caso deseje evitar esse primeiro trecho de caminhada. A menos que você seja super atleta acostumado a montanhas, recomendo o teleférico para poupar energia para os trechos seguintes.

Chegada ao cume e a descida

Chegando ao topo, você realmente vê a cratera do vulcão, o magma se mexendo e tudo. Também precisa se proteger do gás tóxico que é emitido. Por isso, na parte final é obrigatório o uso de máscara. Meu marido conseguiu chegar até lá. Já eu e minha filha retornamos, ela já estava no limite e eu também acho que não chegaria até o fim (tanto pelo cansaço, como pelo horário).

Vulcão Villarrica no Chile - Como é escalar um vulcão ativo?
A cratera no vulcão villarrica

Para retornar, nosso guia nos deixou com um outro guia que já estava regressando – assim ele pôde continuar com meu marido e um outro rapaz que estava no nosso grupo. Ele não aceitou de jeito menhum ficarmos esperando que ele retornasse. A propósito, esse outro guia era completamente diferente do meu. Impaciente, acho que estava ali mesmo só pelo dinheiro. Meu guia realmente gostava do que estava fazendo e foi um excelente incentivador. Eu teria desistido literalmente na primeira subida, pois me senti um pouco mal logo no começo – depois passou.

A descida é a melhor parte. Todo o trecho de neve é feito de esquibunda, com uma prancha que está inclusa no pacote. É hora de relaxar e se divertir. Passa muito rápido.

Qualquer pessoa pode fazer o passeio?

Poder, pode, desde que tenha mais que 12 anos. Por outro lado, nem todos terão o preparo físico necessário.

A subida não é difícil no sentido de habilidade, mas exige muito do corpo. Temperaturas muito baixas, altitude elevada, caminhada super longa, carregando todo seu equipamento, água e comida. Sou sedentária e não consegui completar. Marido pratica exercícios somente ocasionalmente e foi quase morrendo, mais foi até o fim.

Qual a melhor época para escalar o vulcão Villarrica

Definitivamente, no verão. No alto do inverno a atividade é suspensa e o mesmo ocorre no caso de chuvas ou ventos que façam a direção da fumarola vir ao encontro de quem está subindo. No verão, ainda há neve no topo, mas boa parte do caminho é feita em solo. A neve é legal, mas dificulta bastante a subida.

Onde se hospedar?

Para escalar o Vulcão Villarrica, você deve se hospedar na cidade de Pucón (e não na cidade de Villarrica, que fica mais longe!). A região turística da cidade é bem pequena e tudo pode ser feito a pé.

Nós nos hospedamos num quarto privativo no Hostal Graciela. É um hostel familiar, sem grandes luxos, mas tudo bem agradável e com café da manhã. O quarto era apertado, mas a cama super confortável. Além disso, há um pequeno terraço com vista para o vulcão.

Vulcão Villarrica no Chile - Como é escalar um vulcão ativo?
Onde se hospedar em Pucón? Nós ficamos no Hostal Graciela
  • Para reservar o Hostel Graciela ou buscar outros hotéis em Púcon, acesse nosso parceiro Booking.com .

Quanto tempo ficar em Pucón para fazer a subida ao Villarrica?

Ficamos somente uma noite, mas tivemos MUITA sorte de pegar um clima bom. Algumas pessoas já estavam lá a três dias esperando o clima melhorar para fazer o passeio.

Imagina o que acontece quando todas essas pessoas querem fazer o passeio no mesmo dia? Pois é, algumas agências estavam com o passeio já esgotado quando tentamos contratar.

O ideal é ficar entre 3 a 5 dias se você realmente faz questão da escalada. Existem diversas outras atividades que você pode fazer em Pucón nos dias em que não fizer a escalada.

Ah! E tente dormir na cidade no dia que fizer a escalada. Não faça como eu que viajei no mesmo dia e tive que dormir quebrada num ônibus durante a madrugada, voltando a Santiago. Por sorte o hostel nos deixou tomar um banho antes de irmos para a rodoviária!

Qual agência escolher?

Existem muitas agências que vendem o passeio, mas o preço nem varia tanto. Pagamos 85.000 pesos chilenos, em Dezembro/2016 (cerca de R$400,00). Prefira fazer com alguma agência recomendada por algum amigo.

Nós amamos a experiência com a Sur Explora. É uma agência nova, fundada por um guia experiente que não gostava da forma como outras empresas lidavam com os clientes. Os equipamentos são novíssimos e nosso guia Erick foi um anjo. Sem ele eu teria ficado na base do teleférico.

Vulcão Villarrica no Chile - Como é escalar um vulcão ativo?

Vale a pena escalar o Vulcão Villarrica?

Sou uma pessoa que tem feito o possível para viajar muito nessa vida e, por isso, posso ter a felicidade de dizer que já viajei para muitos lugares incríveis. Ainda assim, sou capaz de contar nos dedos de uma mão as experiências que tive que tenham sido tão impactantes quanto a escalada ao vulcão.

Vulcão Villarrica no Chile - Como é escalar um vulcão ativo?

Esqueça a vaidade, esqueça o conforto. Aqui a lição é de superação, garra. Mesmo não tendo chegado até o final, as vistas foram incríveis.

Acho que o vídeo que fizemos fala por si só!

Vai fazer a escalada ao vulcão Villarica?

Monte sua viagem com nossos parceiros!
➥ Encontre as PASSAGENS aéreas mais baratas
➥ Reserve seu HOTEL com cancelamento gratuito
➥ Encontre o melhor SEGURO VIAGEM e parcele em até 6 vezes sem juros
➥ Compre ingressos e passeios com segurança
➥ Alugue CARRO sem pagar IOF
* Compromisso de transparência: Reservando qualquer serviço através de nossos parceiros, o blog recebe uma pequena comissão. Assim, conseguimos manter o blog no ar e continuamos a compartilhar as melhores experiências com nossos leitores!

Vulcão Villarrica no Chile - Como é escalar um vulcão ativo?

Renata Marques

Nascida em Minas Gerais, filha de mãe mineira e pai paulista, passou parte da infância no Rio de Janeiro, morou em João Pessoa, fez intercâmbio em Londres e atualmente estuda uma possibilidade de se mudar de São Luís, onde já viveu por quase metade da vida. Mãe desde muito nova, filha desnaturada, esposa esforçada. Apaixonada por viagens e paisagens naturais. Servidora pública, fotógrafa e blogueira e em 2017 fez uma volta ao mundo de 1 ano com a família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *