Cenotes em Cancún, Tulum e região: Os melhores para visitar na sua viagem ao México

Share on telegram
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Já conhece sua nova conta corrente nos Estados Unidos?

Use o cupom INDAVOULA e garanta 10 dólares de bônus 🤩

Visitar um Cenote em Cancún é uma das experiências mais imperdíveis numa viagem para a região. Nadar nas águas cristalinas dos cenotes é uma incrível forma de se conectar com a natureza, além de ajudar na missão de se refrescar, no calor da região. Se o seu roteiro ainda não inclui um cenote, eu tenho certeza que esse artigo vai te fazer mudar de ideia.

O que é um cenote

Pense na formação dos cenotes mais ou menos assim: existe um sistema de rios e lagos subterrâneos e de repente um buraco se abre no chão e você passa a ter acesso a essa água. Esse “poço” ou “lagoa” é chamado de cenote.

Os cenotes são criados pela ação do tempo e da erosão no calcário, originando verdadeiras piscinas naturais no interior de cavernas. Muitos cenotes são interligados por canais embaixo da água.

Existem alguns cenotes que são totalmente abertos (como verdadeiras lagoas), outros parcialmente abertos e, ainda, outros praticamente fechados, em cavernas.

Veja aqui um Roteiro de 7 dias em Cancún e Playa del Carmen

Como visitar os cenotes de Cancún

Primeiro, tem uma coisa que precisamos deixar claro: os cenotes de concentram principalmente na região perto de Tulum e Playa del Carmen. Por isso, se você ficar hospedado em Cancún, vai ter que rodar alguns quilômetros para poder visitá-los. Mas vale a pena.

Visitar cenotes por conta própria

É totalmente possível visitar os cenotes por conta própria. Basta chegar até o local e pagar a entrada. Nas minhas visitas em março/2021, encontrei cenotes que custavam entre 150 e 300 pesos mexicanos.

Muitos dos cenotes estão pertinho da rodovia entre Tulum e Playa del Carmen. Estes, você pode visitar indo de van, por exemplo, caso não tenha alugado carro.

Outros, estão na rodovia que liga Tulum a Cobá e são bem pertinho, muita gente vai de bicicleta.

Eu visitei por conta própria os cenotes Dos Ojos, Zacil-Há e Gran Cenote. E ainda passei na porta do Calavera, mas acabei não entrando porque quis ir conhecer algumas praias no mesmo dia.

Visitar cenotes com passeios saindo de Cancún

Outra opção para quem não quer alugar carro é adquirir passeios que incluam cenotes. Essa é uma excelente opção para quem se hospeda em Cancún, por exemplo.

As empresas organizam roteiros só de cenotes e outros que combinam algum cenote com outro atrativo. É comum combinar cenotes com visita às Zonas Arqueológicas de Chichén Itzá e de Tulum.

Eu visitei os cenotes Ik kil e Suytun junto com Chichén Itzá, num passeio organizado pela Cancuners. Além desse passeio, eles ainda tem outros que vsitam o Xcajum, o Dos Ojos e outros.

Principais cenotes em Cancún, Tulum e região

Vários cenotes estão presentes na Península de Yucatán, onde ficam Cancún, Tulum e Playa del Carmen, sendo que muitos deles estão localizados nas proximidades dessas últimas duas cidades. Você vai perceber que na verdade não tem cenotes em Cancún, mas tem vários na região mais perto de Tulum.

Mapa de cenotes da região

Lista de cenotes para visitar

Cenote Dos Ojos

O Cenote Dos Ojos (Dois Olhos) é um dos mais bonitos e mais conhecidos. Foi o primeiro cenote que vi na vida e fiquei realmente encantada. O Dos Ojos tem esse nome porque é formado por dois poços principais. O primeiro é mais aberto e o segundo mais fechado e escuro, tem até uns morceguinhos por lá. Dá pra nadar livremente no cenote, fazer snorkel e até um mergulho com cilindro. 

Esse cenote fica localizado entre Playa del Carmen e Tulum, bem pertinho do parque Xel-Há e foi assim que eu acabei escolhendo esse como o cenote para visitar. Fomos para o Xel-Há de carro e resolvemos dar uma passadinha no cenote. Se quiser seguir essa dica, o melhor é primeiro ir no Xel-Há, pegar a pulseirinha e tomar um bom café da manhã. Depois dá um pulinho no cenote, que não abre tão cedo, e volta pra curtir o parque.

Cenote Suytun

O Suytun é um dos cenotes mais fotogênicos, pois é parcialmente fechado, com uma abertura em cima que permite a entrada de raios solares em algumas épocas do ano. Tem, ainda, uma espécie de passarela, que era utilizada em rituais maias.

Mas há que se ter cuidado com as expectativas. O cenote não é grande e pode ser difícil conseguir uma foto sozinho por ali. Além disso, os raios de sol entram poucas horas por dia e o alinhamento perfeito dos raios com a passarela só ocorre durante a primavera.

Quando eu visitei esse cenote, em março de 2021, ele estava com um nível de água elevado devido às chuvas e a passarela estava submersa, cerca de 2 metros. Ele chegou até mesmo a ser interditado por um tempo, após a temporada das chuvas em 2020.

Minha visita ao Cenote Suytun fez parte do passeio Chichén Itza + Cenote Ik kil + Cenote Suytun que eu contratei com a empresa Cancuners.

Cenotes em Cancún, Tulum e região: Os melhores para visitar na sua viagem ao México

Gran Cenote, Tulum

O Gran Cenote é um dos mais visitados da região e confesso que eu tinha um certo medo de me decepcionar. Mas ele conseguiu me surpreender totalmente.

Esse cenote é formado por duas áreas principais. A primeira é mais funda e com cor azul mais intenso. Quando os raios do sol batem na água, forma uma aquarela de tons de azul. Nessa parte, é possível ver peixes e tartarugas. Já a outra parte é mais rasinha e a cor da água é um verde clarinho.

As duas partes são interligadas por uma caverna, não muito escura, mas que tem alguns morceguinhos. Também é possível chegar na segunda caverna usando uma escada que fica meio escondidinha. Só perguntar à pessoa que entrega os coletes que ela indica.

Embora o Gran Cenote estivesse relativamente cheio de gente quando chegamos, a área é bem grande e há muito espaço para nadar. Quase que a gente não sai de lá. Amamos!

Cenote Zacil Há

O Cenote Zacil Há é um pequeno cenote aberto, que fica localizado pertinho de Tulum. A água é um verde/azul turquesa lindo e não chega a ser tão disputado quanto outros cenotes da região (como o Gran Cenote e o Calavera).

Cenotes em Cancún, Tulum e região: Os melhores para visitar na sua viagem ao México
Cenote Zacil-há

Cenote Azul

Por Kerol, do blog Kerolviajar

Dos cenotes que fui, o Azul me surpreendeu muito positivamente, virou meu queridinho! Ele fica entre Playa del Carmen e Tulum, é um dos primeiros. Chegamos por volta das 08h30min só tinha eu, minhas amigas e mais uma família do outro lado, resumindo, o cenote era nosso quando chegamos! Talvez na época esse cenote não fosse tão popular como se tornou.

O cenote Azul é totalmente aberto, tem a água muito transparente e um pouco gelada!! No local não tem infraestrutura de restaurante é tudo simples mesmo e é isso que eu mais gosto! Ah! Recomendo ir de carro alugado, privativo ou de van que faz o trajeto Playa/Tulum, porque esse cenote normalmente não está incluso nos tours populares.

Cenote Ik Kil

Por Elizabeth, do Blog Elizabeth Werneck

Vim pra Península de Yucatán participar do casamento de uma amiga em Cancun, e aproveitei para conhecer algumas atrações da região. 

Escolhi no hotel uma excursão que visitaria  Chichén Itzá  pois essas ruínas Maias tinham sido incluídas nas Novas Maravilhas do Mundo Moderno, então eu não poderia perder. 

Eu confesso que antes de chegar ao Cenote Ik Kil eu nunca tinha ouvido falar de cenotes, e sequer tinha me ligado que visitaria um. Pois bem, quando comecei a descer sua escadaria de Pedra, e o guia começou a explicar a importância do lugar para seu povo (ele era descendente dos Maias) fui me encantando,  e essa experiência ficou marcada em mim para sempre.  

Esse gigante cenote, localizado dentro de um parque eco-arqueológico, está a cerca de 3 km de Chichen-Itza (10 minutos de carro), e a maioria dos turistas incluem na mesma visita. É um dos mais famosos do México, e por isso fica bem cheio, então tente chegar cedo. Até aproximadamente 11 horas (a.m) os grupos de excursão ainda estão nas ruínas, então se você vier antes desse horário fica mais tranquilo. Ah, depois das 16 horas também é um bom horário. 

Ele tem 60 metros de diâmetro, 80 de profundidade, e destes, 50 metros submersos numa água super cristalina. 

Como o Ik kil  fica dentro de um parque, é preciso pagar um ingresso para acessá-lo, onde há lojas de artesanato, área verde e restaurante.Tem salva vidas, e o horário de funcionamento é das 9:00 da manhã até às 17:00. Existem 2 tipos de pacotes para entrar: No primeiro pacote está incluído colete salva vidas e um armário para guardar suas coisas  no valor de 150 pesos mexicanos (crianças pagam 100 pesos); Já o segundo pacote inclui, além de tudo que tem no pacote 1, mais uma refeição completa, incluindo 1 bebida (refrigerante ou cerveja artesanal), no valor de 350 pesos (crianças pagam 230 pesos). Aceita cartão de crédito. 

Cenote Xlacah

Por Luiz Araujo, do Blog Luiz Por Aí

A grande maioria dos cenotes na Península de Yucatán está localizado nos subterrâneos e, para chegar lá, invariavelmente você precisa descer escadas, fazer um rapel ou simplesmente dar um mergulho lá de cima.

Em nossa primeira viagem ao México, estávamos com nossas filhas bem pequenas. Uma tinha 2 anos e a outra 3. Ficamos um pouco tensos de ir a esses tipos de cenotes, pois não sabíamos exatamente o que esperar, mesmo com todo mundo dizendo que dava para levar crianças pequenas. Dessa forma, depois de algumas pesquisas, descobrimos um cenote de superfície: o Xlacah! Pronto, o pacote estava completo. Poderíamos conhecer essa maravilha da natureza levando as crianças sem preocupação. E assim foi!

Estávamos em Campeche e dirigimos cerca de 180km até chegar em Mérida (que fica a 300km de Cancún), já no estado de Yucatán. O acesso a esse cenote é super fácil. Tem placas de rua espalhadas pela cidade toda que nos guiaram diretamente ao local, pois ele fica em meio às ruínas Mayas na zona arqueológica de Dzibilchaltún. 

Pagamos cerca de 100 pesos mexicanos para cada adulto e as crianças não pagaram nada. No preço do ingresso está inclusa a visita à zona arqueológica e claro, o mergulho no cenote para passar ali quanto tempo você quiser, se refrescando do sol escaldante da Península. É bom lembrar que o local fica aberto todos os dias das 8h00 às 17h00.

Cenotes em Cancún, Tulum e região: Os melhores para visitar na sua viagem ao México

Cenote Calavera

Por Elaine Villatoro do blog Live More, Travel More

Localizado no município de Tulum, na Península de Yucatán, este cenote semiaberto é um dos pontos favoritos dos turistas que visitam a região.

É bem provável que você já tenha visto em algum momento uma foto do Cenote Calavera no Instagram, ele tem se destacado na rede social devido a sua paisagem única e seu balanço, que, diga-se de passagem, não é nada confortável e meio complicado para subir. Alguns corajosos entram no cenote pulando de lá de cima, mas, para os mais tranquilos há a opção da escada.

Além de curtir e se refrescar no cenote, lá também é possível fazer mergulho de cilindro, que deve ser uma experiência incrível.

Quer uma foto como esta no balanço do Cenote Calavera? Então vamos alinhar as expectativas! O local costuma ficar bem cheio, então a dica é que você chegue bem cedo, ou então no final do dia, e que leve uma boa dose de paciência =) Para conseguirmos essa foto nós fomos no final do dia, aguardamos até a hora do fechamento e as pessoas saírem dele.

Para chegar no cenote você pode fazer um trajeto de aproximadamente 8 minutos de carro ou 15 minutos de bicicleta saindo do centro de Tulum. O valor da entrada até o final de 2019 era de MXN100, o local funciona diariamente das 9hrs às 16hrs fora da pandemia.

Cenotes em Cancún, Tulum e região: Os melhores para visitar na sua viagem ao México
Elaine Villatoro no balanço do Cenote Calavera. Foto: Diego Imai

Cenote Dzonot Wayak (ou Santa Cruz)

Por Gisele Prosdocimi, do blog Destinos Por Onde Andei.

Em nossa viagem ao México pudemos conhecer duas das mais interessantes atrações do país, os cenotes. Um deles é o belíssimo cenote Ik Kil, localizado próximo à Chichén Itzá, e o outro, é um dos mais conhecidos e bonitos também, o Dzonot Wayak, que fica próximo à Tulum, e é este que vou mostrar agora.

Fomos conferir o Dzonot Wayak e adoramos nos banhar em suas águas verdes e transparentes, muito apropriada para refrescar do calor que faz em Tulum, um presente para os visitantes.

Na chegada recebemos coletes salva-vidas, então até mesmo quem não sabe nadar poderia aproveitar e se banhar no cenote.

A estrutura é bem simples, com banheiros feminino e masculino, restaurante e poucas barracas, onde alguns comerciantes vendiam produtos típicos da região, como objetos feitos com a obsidiana, uma pedra regional muito bonita.

Ficamos aproximadamente uma hora e meia neste cenote, tempo suficiente para aproveitar muito deste local tão bonito e refrescante.

Está aí uma atração imperdível no México, um país maravilhoso que vale muito a pena conhecer, recomendo!

Leia aqui tudo o que escrevemos sobre Cancún

Qual Cenote em Cancún eu devo visitar?

Você deve levar dois fatores na hora de decidir: escolher um cenote que está no seu caminho de viagem ou ver dentro dessa lista aquele cenote que te deixou com aquele sentimento de que você precisa conhecer!

Uma terceira opção também é passar mais dias por Cancún e se tornar um Caçador de Cenotes. <3

Definitivamente o Cenote é um cenário com características únicas no mundo. Acredito realmente que você deva colocar esse destino na sua Wunderlist de viagens. Concorda?

Este é um post colaborativo que foi escrito com participação dos blogs Kerol Viajar, Elizabeth Werneck, Live More, Travel More, Destinos Por Onde Andei, Luiz Por Aí.

Já conhece sua nova conta corrente nos Estados Unidos?

Descubra agora como abrir sua conta corrente nos EUA, mesmo morando no Brasil.

É sem taxa de abertura, sem burocracia e sem comprovante de renda.

Descubra como abrir sua conta americana digital e comprar dólar mais barato e ganhar um bônus em dólar na abertura. 

Use o cupom INDAVOULA e garanta 10 dólares de bônus 🤩

Curtiu nossas dicas?

Dê aquela forcinha ao nosso trabalho!
Ao fazer uma reserva nos sites que indicamos, ganhamos uma pequena comissão que nos incentiva a continuar produzindo tanto conteúdo gratuito e de qualidade. Ah! E você não paga nem um centavinho a mais por isso.

4 respostas

  1. Conhecer um cenote é uma experiência maravilhosa, fiquei encantada com essa possibilidade no México. Adoraria voltar e conhecer alguns que não tive oportunidade. Parabéns, o post ficou incrível, adorei contribuir com minha experiência. Obrigada.

    1. Só não sei se o post ajuda ou atrapalha quem precisa escolher un só!

      Obrigada pela contribuição com o cenote que você visitou!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *