Transporte em Londres: Metrô, ônibus, táxi ou Uber?

Está em busca da melhor opção de transporte em Londres? A gente te dá uma mãozinha!

Opções de transporte em Londres

Londres é uma cidade grande. Normalmente, se locomover em cidades desse porte, pode ser um problema, devido a tráfego, opções restritas de transporte e outros motivos mais.

Felizmente, as opções de transporte em Londres facilitam as coisas. O transporte público funciona muito bem, o serviço de táxi, embora caro, é excelente e até o Uber dá as caras por lá.

Trouxemos neste artigo dicas sobre cada uma das formas de transporte em Londres, assim você escolhe aquela que melhor se adequa aos seus planos e bolso!

Transporte em Londres - ônibus de dois andares

Transporte Público

Londres é uma cidade muito bem servida pelo transporte público.
A rede de transportes, administrada pela Transport For London (TFL), é composta por ônibus, metrôs, trens, tram, barco e até um teleférico.

+ Leia também: Como andar de metrô sem pagar (muito) mico

A forma mais barata de usar o transporte público de Londres é adquirir um cartão chamado Oyster Card. O cartão é pessoal, ou seja, cada viajante precisa ter o seu.

O Oyster custa £5, valor que pode ser recuperadas ao final da viagem junto a qualquer saldo remanescente. Baste se programar para devolver.

+ Leia também: Osyter Card – Tudo o que você precisa saber para economizar com transporte em Londres

Usar o metrô em Londres é quase sempre uma boa pedida: bem mais barato que os táxis e muito rápido! Vale a pena.

Metrô de Londres – Excelente alternativa de transporte!

Ônibus de Turismo

Esses ônibus são opções práticas para quem não quer trabalho de pesquisar nada sobre a cidade, sendo levado nos principais pontos. A diferença é que são um pouco lentos, limitados e bem mais caros que o transporte público.

Enquanto um passe de 24h em ônibus turístico custa em média £34.00, esse valor corresponde praticamente a um passe ilimitado de 7 dias do transporte público.

Londres possui duas empresas de ônibus de turismo: a BigBus e The Original Tour.

Transporte em Londres - original tour

Táxi tradicional

O tradicional táxi preto em Londres (que nem sempre é preto) é chamado de Cab. Os cabs tem capacidade para 5 ou 6 pessoas e são altamente capacitados para encontrar qualquer endereço na cidade. Você pode parar um cab na rua, fazendo sinal com a mão.

Paga-se o preço de um serviço de qualidade: uma corrida do aeroporto de Heatrhow ao centro, custa em média 50 libras (cerca de R$300,00).

Minicab

Minicabs são carros tradicionais que são licenciados para o transporte de passageiros. Minicabs não param na rua, somente podem ser chamados por telefone.

Minicab Carro em Londres
Esse pode ser um minicab em Londres. Ou não.

Uber

Uber está disponível na cidade, no entanto as tarefas não são baratas como no Brasil. Pode acontecer, inclusive, de o valor do Uber ser maior que o do táxi.

Observe que, em Londres, há diferentes tipos de Uber: Access (versão mais econômica), UberX (o tradicional que usamos no Brasil), Assist (especialistas em acessibilidade), UberXL (para até 6 pessoas), Exec (executivo) e Lux (luxo). Em Londres são aceitos apenas pagamentos em cartão. Lembre-se de verificar se você tem um cartão cadastrado e se ele está ativo para transações internacionais. A compra será lançada em Libras e seu cartão deverá converter para dólar. Haverá incidência de 6,38% de IOF.

Qual o melhor transporte em Londres para um viajante?

Nas minhas viagens a Londres, eu basicamente usei metrô e ônibus: metrô para distâncias maiores, ônibus nos menores trechos, para ver melhor a cidade.

+ Leia também: Por que andar de ônibus em Londres pode ser uma ótima ideia

Para você escolher o melhor transporte em Londres para a sua viagem, leve em conta:

  • Você vai se locomover em horários de pico no centro da cidade? Nesse caso, evite ônibus e táxis.
  • Qual o nível de comodidade você quer ter? Se quiser alguém pra te pegar na porta do hotel, metrô talvez não sirva.
  • Você vai se hospedar em locais distantes? Garanta que pelo menos tenha metrô, que é rápido o suficiente para compensar a distância.
  • Alguém no seu grupo tem dificuldades de locomoção?
  • Quantas pessoas estarão viajando juntas? Será que sai mais barato andar dividir um uber?

O que eu definitivamente não recomendo é alugar carro em Londres. É furada. Além da dificuldade em dirigir na mão inglesa, os estacionamentos são caros e o trânsito não é assim tão simples. Corre que é cilada!

Agora conta pra gente, como você está planejando se locomover na cidade?

Renata Marques

Nascida em Minas Gerais, filha de mãe mineira e pai paulista, passou parte da infância no Rio de Janeiro, morou em João Pessoa, fez intercâmbio em Londres e atualmente estuda uma possibilidade de se mudar de São Luís, onde já viveu por quase metade da vida. Mãe desde muito nova, filha desnaturada, esposa esforçada. Apaixonada por viagens e paisagens naturais. Servidora pública, fotógrafa e blogueira e em 2017 fez uma volta ao mundo de 1 ano com a família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *